- Publicidade -spot_imgspot_imgspot_imgspot_img
quinta-feira, 13 / junho / 2024

- Publicidade -spot_imgspot_imgspot_imgspot_img
- Publicidade -spot_imgspot_imgspot_imgspot_img

Aditivo vai permitir empresa produzir cerca de 2 milhões de ovos por dia no Bico do Papagaio

Mais Lidas

O vice-governador do Tocantins, Laurez Moreira, recebeu nesta quinta-feira, 15, o empresário Ricardo Castellar de Faria, representante da produtora dos Ovos Jusidith, instalada em Darcinópolis, no Bico do Papagaio. O objetivo foi a assinatura de um termo aditivo ao Programa da Lei do Complexo Agroindustrial e discutir os planos de expansão da empresa na região.

Na oportunidade, Laurez Moreira afirmou que o Governo Wanderlei Barbosa é um parceiro das empresas e tem uma política voltada para promover o desenvolvimento do setor produtivo e da industrialização do Estado. “Esse termo aditivo vai permitir a expansão desta empresa, que está implantada em Darcinópolis. Isso é o que queremos e tenho a convicção que em um curto espaço de tempo o Tocantins será uma das mais fortes economias do país”, enfatizou.

O titular da Secretaria da Indústria, Comércio e Serviços (Sics) e presidente do Conselho de Desenvolvimento Econômico do Estado do Tocantins (CDE-TO), Carlos Humberto Lima, destacou que o aditivo assinado diz respeito a uma alteração contratual e na oportunidade foi alinhado um novo ciclo de investimentos ao processo de expansão da empresa no Estado. “Eles estão investindo R$ 30 milhões no município para ampliar a capacidade produtiva e gerar mais empregos”, frisou o secretário, lembrando que, “além dos empregos diretos, a empresa gera mais de 900 empregos indiretos na área de influência da agroindústria e com um faturamento previsto de R$ 400 milhões para este ano”, ressaltou.

O empresário Ricardo Faria explicou que a empresa chegou ao Tocantins em 2018 e a expectativa é de continuar investindo e ampliando os negócios no Estado, principalmente em virtude da facilidade logística e os incentivos do Governo. “Pela facilidade logística, nós criamos um centro de produção que a gente consegue abastecer o Maranhão, o Pará, o Piauí e através do Tocantins a gente consegue exportar para Taiwan, Arabia Saudita, Dubai e Emirados Árabes. A ideia é continuar o nosso processo de expansão”, afirmou.

Ricardo Faria disse que atualmente a empresa produz 1,5 milhão de ovos por dia, mas a expectativa com a política de expansão é passar para 2 milhões de ovos por dia. “A renovação deste termo de aditivo representa a garantia e a segurança jurídica da gente fazer todos os nossos aproveitamentos de créditos e continuar o crescimento dentro do Estado”, finalizou.

- Publicidade -spot_imgspot_imgspot_imgspot_img
- Publicidade -
- Publicidade -spot_imgspot_imgspot_imgspot_img

Últimas Notícias