- Publicidade -spot_imgspot_imgspot_imgspot_img
terça-feira, 21 / maio / 2024

- Publicidade -spot_imgspot_imgspot_imgspot_img
- Publicidade -spot_imgspot_imgspot_imgspot_img

ARAGUAÍNA: Município amplia vacinação com Pfizer bivalente para pessoas com comorbidades acima dos 12 anos

Mais Lidas

A Secretaria da Saúde de Araguaína ampliou o público-alvo para receber o reforço contra a covid-19 com a Pfizer bivalente. A partir desta segunda-feira, 3, pessoas com comorbidades acima dos 12 anos também terão acesso a vacina em 18 UBS (unidade básica de saúde) do Município.
 
Conforme a diretora da Imunização de Araguaína, Samilla Braga, a vacina está disponível para quem já tomou ao menos as duas primeiras doses das vacinas monovalentes, sendo a última delas aplicada há quatro meses ou mais. “Importante destacar ainda que para este novo grupo não haverá exigência quanto à comprovação da situação de comorbidade, sendo suficiente para a vacinação a comorbidade autodeclarada”, informou.
 
Vacinação bivalente
A vacina bivalente funciona como dose de reforço e faz parte da segunda geração de imunizantes contra a Covid-19. A vacina protege contra a variante original do vírus e contra cepas que surgiram posteriormente, como, por exemplo, a Ômicron e suas subvariantes.
 
Também são parte do público prioritário e podem receber a vacina bivalente da Pfizer: os idosos acima dos 60 anos de idade, pessoas vivendo em instituições de longa permanência a partir de 12 anos e seus trabalhadores; pessoas imunocomprometidas a partir de 12 anos de idade; indígenas, ribeirinhos e quilombolas a partir de 12 anos de idade; gestantes e puérperas; trabalhadores da saúde; pessoas com deficiência permanente a partir de 12 anos de idade; e população privada de liberdade e adolescentes cumprindo medidas socioeducativas.
 
Quais comorbidades fazem parte do grupo?
Doenças que caracterizam como grupo prioritário de comorbidades: diabetes mellitus; pneumopatias crônicas graves; hipertensão arterial resistente (har); hipertensão arterial estágio 3; hipertensão arterial estágios 1 e 2 com lesão em órgão-alvo; insuficiência cardíaca (ic); cor-pulmonal e hipertensão pulmonar; cardiopatia hipertensiva; síndromes coronarianas; valvopatias; miocardiopatias e pericardiopatias; doenças da aorta, dos grandes vasos e fístulas arteriovenosas; arritmias cardíacas; cardiopatias congênita no adulto; próteses valvares e dispositivos cardíacos implantados; doenças neurológicas crônicas distrofias musculares; doença renal crônica; hemoglobinopatias e disfunções esplênicas graves; obesidade mórbida; síndrome de down e outras síndromes genéticas; e doença hepática crônica.
 
Dados
Cerca de 4.551 pessoas com comorbidades devem ser vacinadas em Araguaína, e com a inclusão do novo grupo mais de 40 mil pessoas fazem parte do público-alvo dessa campanha.
 
De acordo com dados da Secretaria da Saúde de Araguaína, até agora foram aplicadas 331.964 doses de vacina contra a covid-19. Desse total, 72.797 são doses de reforço, sendo 3.015 doses da Pfizer bivalente.
 
Onde vacinar?
As vacinas estarão disponíveis nas 18 UBS (Unidade Básica de Saúde) da cidade, de segunda a sexta-feira. A UBS Araguaína Sul, UBS José Rezende (Alto Bonito) e UBS do Bairro de Fátima funcionam das 7 às 19 horas. Já as demais UBS atendem das 7h30 às 11h30 e das 13h30 às 17h30.
 
Para receber a vacinação, a pessoa deve apresentar o CPF, cartão de vacinação e a comprovação de grupo prioritário. Somente o grupo com comorbidade pode apresentar a autodeclaração.

- Publicidade -spot_imgspot_imgspot_imgspot_img
- Publicidade -
- Publicidade -spot_imgspot_imgspot_imgspot_img

Últimas Notícias