- Publicidade -spot_imgspot_imgspot_imgspot_img
domingo, 26 / maio / 2024

- Publicidade -spot_imgspot_imgspot_imgspot_img
- Publicidade -spot_imgspot_imgspot_imgspot_img

ARAGUATINS: Cajueiro enfatiza importância de cooperação entre Poderes para consolidação do Hospital da Mulher e Maternidade

Mais Lidas

Em uma sessão extraordinária convocada pelo presidente da Câmara Municipal, Miguel do Cajueiro (UB), a pedido do prefeito Aquiles da Areia (PP), recebeu o projeto de lei que autoriza a doação de uma área urbana do município para o estado. A área em questão será destinada à construção do Hospital da Mulher e Maternidade. A sessão aconteceu nesta sexta-feira, 3.

Miguel do Cajueiro, expressou otimismo o projeto: “Esta é uma oportunidade importante para nós, como legisladores, de contribuir para a saúde e o bem-estar de nossa comunidade. Estou ansioso para a votação e confiante de que tomaremos a decisão certa para o nosso povo.”

“Estamos trabalhando para garantir que todas as decisões tomadas sejam no melhor interesse de nosso povo. Acredito que o diálogo e a cooperação entre os Poderes são fundamentais para isso”, acrescentou Cajueiro.

A rápida aceitação do projeto de lei e a imediata convocação da sessão extraordinária sinalizam um possível ambiente de harmonia entre o prefeito Aquiles e Miguel do Cajueiro, que recentemente tiveram desentendimentos. A expectativa é de que haja uma trégua na relação entre os chefes dos Poderes e que Aquiles tenha compreendido a necessidade de dialogar com a Câmara e, principalmente, com seu presidente.

O projeto foi encaminhado para apreciação das Comissões e já na semana que vem, deve receber parecer para seguir para votação em Plenário.

O novo Hospital da Mulher e Maternidade em Araguatins será referência de alto risco para a Macrorregião Centro-Norte. A unidade terá 25 mil m², serão 210 leitos de internação e 20 leitos da casa da gestante. A expectativa é de que, quando efetivada, a população do Bico do Papagaio receba uma das principais unidades hospitalares especializadas na assistência ao público feminino e neonatal do norte do País.

Os investimentos liberados para a construção da unidade hospitalar serão enviados por meio do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC).

A previsão total de investimento, é de cerca de R$ 130 milhões. A Unidade deve ser feita por etapas por meio do Fundo estadual de saúde.

- Publicidade -spot_imgspot_imgspot_imgspot_img
- Publicidade -
- Publicidade -spot_imgspot_imgspot_imgspot_img

Últimas Notícias