Connect with us

Bastidores

As trapalhadas de Dulce e o respingo em Marcelo

Publicado

em

Articulações desastradas da deputada federal, Dulce Miranda (PMDB) têm causado desconforto na base marcelista e atingido prontamente aliados que hoje estão juntos do Governo do Estado. Alguns chegam a dizer que da forma com que a parlamentar estaria agindo, Marcelo Miranda não precisaria de oposição.

Nesta manhã o senador Vicentinho Alves (PR), negou ao webjornal Folha do Bico, que esteja atravessando qualquer problema com o Governo. Mesmo com a negativa do senador, todas as circunstâncias e aliados do parlamentar e de outros líderes, mostram que a situação não é bem essa. E o problema não seria diretamente com Marcelo, mas passaria a respingar no governador, pelo fato de Miranda não tomar medidas para corrigir a situação.

Um dos pontos de stress, seria a forte investida de Dulce, em bases de Vicentinho Júnior (PR) e o Bico do Papagaio virou um dos cenários da disputa.

Dulce escolheu o ex-prefeito de Sítio Novo e agora pré-candidato a deputado estadual, Jair Farias (SD), como seu apadrinhado na região e passou a lhe dar autonomia para negociar e articular apoios. Jair tem buscado amplificar significativamente sua base, na esteira de Dulce, sempre apresentando o nome da parlamentar como “cartão de visitas”. Umas das ações inábeis de Jair, mirou diretamente dois aliados diretos de Vicentinho Júnior, as prefeitas de São Miguel e Itaguatins, Elisangela Alves e Ivoneide Barreto, respectivamente, ambas do PR.

Para forçar uma mudança de posição das duas prefeitas, que são ligadas a família Alves, Jair Farias colou no staff das duas e tem oferecido todo tipo de apoio estrutural do Governo. Tudo em nome de Dulce Miranda. Até o cargo de subsecretário de Trabalho e Ação Social, Jair conseguiu emplacar via Dulce, o ex-prefeito de Itaguatins, Homero Júnior, filho de Ivoneide.

No caso dos Barretos, a situação causou ainda mais irritação, pois foi uma demonstração clara de tentativa exacerbada de cooptação, já que o clã possui grande ligação com Vicentinho, que vai além da questão de filiação partidária, passa por indicação a cargos de confiança, como o caso de outro filho da prefeita, Paulo Viniciu Matos Barreto, coordenador-geral de Administração Hidroviária, na Administração Hidroviária do Tocantins e Araguaia (Ahitar), ligada ao Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit). Viniciu ocupa o cargo há quase quatro anos, indicado por Vicentinho Alves.

Com ações que já provocaram o distanciamento de Rocha Miranda e procedimentos para também afastar Amélio Cayres (SD), Jair e Dulce tem conseguido promover nos últimos meses, situações constrangedoras que nem Kátia Abreu (PMDB) e Carlos Amastha (PSB), principais adversários de Marcelo, conseguiram.

Na esteira dos Vicentinhos, outros líderes também reclamam e dizem abertamente que entendem a conjuntura de “arroxo” do Governo, no corte de gastos e despesas, fato que todos consideram necessário para que Marcelo Miranda ajuste as contas governamentais, mas que na contramão disso, as solicitações de Dulce teriam outro caminho.

Aí,  onde volta-se ao exemplo dos prefeitos do PR, como por exemplo Elisangela e Ivoneide, que estariam conseguindo mais atendimento de demandas via Jair, que aciona Dulce, do que com o próprio Vicentinho Júnior ou Vicentinho Alves.

publicidade
FAÇA UM COMENTÁRIO
Atenção: Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: [email protected] que iremos analisar.
Faça um comentário

Bastidores

Após estar com Tereza Cristina, senadora Kátia Abreu testa negativo para Covid

Publicado

em

A senadora Kátia Abreu (PP) anunciou neste sábado que seu teste para Covid deu negativo. A parlamentar esteve nesta semana com a ministra da Agricultura, Tereza Cristina, que foi diagnosticada com a doença.

Kátia Abreu teve Covid em novembro do ano passado. Na ocasião, ela chegou a ser internada no Hospital Sírio-Libanês, em São Paulo.

Continue lendo

Bastidores

Aprovado parecer de Damaso a favor de projeto que cria Cadastro Nacional de Pessoas Condenadas por Corrupção

Publicado

em

A Comissão de Finanças e Tributação aprovou na quarta-feira, 22, o parecer do deputado Osires Damaso (PSC/TO) favorável ao Projeto de Lei 1908/20 que cria o Cadastro Nacional de Pessoas Condenadas por Crime de Corrupção (CNPCC).

Segundo a matéria, o cadastro deve conter dados sobre condenados que vão desde registros biométricos, coleta de material genético a informações pessoais e profissionais do condenado, para subsidiar investigações criminais federais, estaduais ou distrital e, sobretudo, fortalecer ações preventivas no combate aos crimes de corrupção.  

Poderão integrar o Cadastro os dados de registros constantes em quaisquer bancos de dados geridos por órgãos dos Poderes Executivo, Legislativo e Judiciário e de todas as esferas da Federação, inclusive pelo Tribunal Superior Eleitoral e pelos institutos de identificação civil.

Em seu parecer, Damaso justificou que a intenção da proposta é promover um aumento na eficiência da prevenção, apuração e repressão a crimes de corrupção, além do intercâmbio de informações às autoridades competentes para o combate a estes tipos de crimes. “Trata-se da criação de um instrumento que fortalecerá as ações voltadas ao combate à corrupção”, pontuou.

Continue lendo

Bastidores

Ausências de André Gomes, Dimas e Miranda não passam despercebidas em filiação de Laurez

Publicado

em

A construção de um bloco de oposição ao Palácio Araguaia, para disputar o pleito eleitoral no ano quem vem, vem tentando ser construído no Tocantins, e por conta disso, muitos estranharam as ausências de nomes como Ronaldo Dimas (PODE) e Marcelo Miranda (MDB), na cerimônia de filiação, do ex-prefeito de Gurupi e pré-candidato a governador, Laurez Moreira, no AVANTE.

O evento foi tratado pelo staff de Laurez, como o pontapé inicial de toda a meta para 2022.

Dimas enviou seu filho o deputado federal, Tiago Dimas, para lhe representar e Marcelo Miranda, seu ex-secretário Buti.

Outra ausência bastante comentada, foi a do vice-prefeito de Palmas, André Gomes, que até então, era quem dava as cartas no partido. André não esteve na filiação e ainda não se manifestou sobre a chegada e tomada de comando de Laurez.

Continue lendo
publicidade
publicidade Bronze