- Publicidade -spot_imgspot_imgspot_imgspot_img
quinta-feira, 13 / junho / 2024

- Publicidade -spot_imgspot_imgspot_imgspot_img
- Publicidade -spot_imgspot_imgspot_imgspot_img

AUGUSTINÓPOLIS: Profissionais do Hospital Regional participam de oficina de vigilância epidemiológica

Mais Lidas

A Secretaria de Estado da Saúde do Tocantins (SES-TO) está realizando a 10ª Oficina de Alinhamento e troca de experiências exitosas entre a Rede Estadual de Vigilância Epidemiológica Hospitalar e Áreas Técnicas da Superintendência de Vigilância em Saúde. A ação está sendo realizada no Auditório do Anexo I da SES-TO, visando melhoria no atendimento dos hospitais do Estado.

Profissionais do Hospital Regional de Augustinópolis (HRAUG) participam do evento.

“A Rede Estadual de Vigilância Epidemiológica Hospitalar conta com 14 núcleos espalhados entre as oito regiões de saúde, são nove os municípios que possuem ela. É um braço da Vigilância dentro do hospital, por isso a importância de capacitar e treinar os servidores para executar um trabalho de excelência. Às vezes o paciente não consegue ser absorvido na rede de assistência primária, então ele vai com alguma doença de notificação compulsória para dentro do hospital, por isso a importância dessa capacitação é atualizar a equipe para fazer um serviço de excelência, captar esse paciente e não deixar ele se perder dentro do hospital. Tendo esse treinamento, vai ser possível notificar o paciente, melhorar o fluxo e ajudar também o município a acompanhar ele até a sua cura”, explicou a coordenadora da Rede de Vigilância Epidemiológica Hospitalar (REVEH), Patrícia Regina Moreira.

A coordenadora do Núcleo Hospitalar de Epidemiologia, do Hospital Regional de Augustinópolis, Marcia Cristina Boldrin de Siqueira, pontuou que “a importância da oficina de alinhamento é o embasamento teórico e a padronização das ações dos núcleos hospitalares de epidemiologia do estado do Tocantins. Dessa maneira, a assistência prestada por todos os núcleos vai estar alinhada às diretrizes do Ministério da Saúde, prestando assim uma assistência de qualidade à comunidade tocantinense. Aproveito a oportunidade para parabenizar e agradecer a equipe estadual da Rede Estadual de Vigilância Epidemiológica Hospitalar, e a Superintendência de Vigilância por promover esse evento de tal magnitude”.

Programação

Durante o decorrer da oficina, os participantes irão receber alinhamento e informações sobre: arboviroses, malária, Serviço de Verificação de Óbito, violência e acidente de trânsito, leishmaniose, tuberculose, zoonoses e animais peçonhentos, saúde do trabalhador, sífilis, Unidade de Resposta Rápida, influenza, covid, imunopreviníveis, Vigilância do Óbito, toxoplasmose, meningite e experiências exitosas.

- Publicidade -spot_imgspot_imgspot_imgspot_img
- Publicidade -
- Publicidade -spot_imgspot_imgspot_imgspot_img

Últimas Notícias