- Publicidade -spot_imgspot_imgspot_imgspot_img
terça-feira, 18 / junho / 2024

- Publicidade -spot_imgspot_imgspot_imgspot_img
- Publicidade -spot_imgspot_imgspot_imgspot_img

Autoridades defendem e explicam importância da COP30 no Pará

Mais Lidas

O governador Helder Barbalho e a vice-governadora do Estado, Hanna Ghassan, junto com gestores, presidentes de autarquias e secretários de Estado, participaram nesta segunda-feira (26) da primeira reunião técnica expandida de trabalho, como ação preparatória para a Conferência das Nações Unidas Sobre Mudanças Climáticas (COP30), que será realizada em novembro de 2025, em Belém.

A reunião de trabalho, que acontece ao longo do dia no Hangar Convenções e Feiras, em Belém, reúne também ministros, prefeitos, diplomatas, especialistas e ambientalistas. “Hoje é dia de imersão sobre a COP. Conseguimos reunir palestrantes que são parceiros do Governo do Estado nas iniciativas que fizeram com que o Pará viabilizasse a candidatura e, agora, ser sede deste evento global que vai gerar oportunidades aos paraenses”, explicou o governador Helder Barbalho.

“Estamos falando de um evento que vai reunir desde os povos tradicionais até os presidentes dos maiores e mais importantes países. Serão 197 países presentes em nosso Estado. Precisamos estar preparados e termos a dimensão de nossas responsabilidades. A nossa agenda é dar conta do recado e fazer a melhor COP do mundo aqui em Belém do Pará”, alertou o chefe do Poder Executivo Estadual paraense.

Helder Barbalho também exemplificou que uma edição da COP tem proporção similar com uma edição de Copa do Mundo ou dos Jogos Olímpicos. Barbalho reafirmou que a COP irá gerar oportunidades e legado aos paraenses. “Essa agenda é para cada um que ama esse Estado e tem a oportunidade de deixar um legado. Cada um vai ter que fazer a sua parte. Essa é uma agenda transversal”, convocou o governador.

A vice-governadora Hanna Ghassan, que atua na coordenação das ações da COP, ponderou que o compartilhamento de informações com os servidores é uma oportunidade de esclarecer dúvidas e permitir avanços da máquina pública. “Espero que esse dia seja muito produtivo e esclarecedor para todos nós. Que todos saiam daqui compreendendo melhor o que é a COP. Esse é o grande objetivo”, disse.

“Muito nos orgulha sediar um evento deste porte. Que cada um presente seja multiplicador e dissemine informações para o restante de suas equipes nas secretarias e órgãos. Esse evento só vai dar certo se estivermos engajados e com uma força conjunta. Essa força envolve os governos federal e estadual, prefeitura, iniciativa privada e sociedade. Assim, podemos nos programar e realizar a melhor COP de todos os tempos”, avaliou Hanna Ghassan.

A ministra Liliam Chagas, do Departamento de Clima do Ministério de Relações Exteriores (MRE), ponderou que a COP é um evento que cresce em tamanho e participação a cada edição. A ministra explicou que a COP é uma reunião intergovernamental entre países. “É um evento dinâmico que aumenta de dimensão e importância a cada ano. Possivelmente a de 2025 seja a maior da história”, ponderou Liliam Chagas.

“Esse evento é o maior encontro das Nações Unidas. Belém estar recebendo um evento desta magnitude e importância é algo especial. Quero agradecer aos paraenses que estão dispostos em receber um evento deste porte. Não é simplesmente uma COP, ele vem 33 anos após a Rio 92 e 10 anos após o acordo de Paris”, avaliou a secretária de Clima do Ministério do Meio Ambiente (MMA), Ana Toni. 

O secretário adjunto de Meio Ambiente, Clima, Agricultura e Relações Exteriores, da Secretaria Especial de Articulação e Monitoramento da Casa Civil, Gabriel Lui, argumentou que a expectativa é realizar uma edição marcante. “Celebramos a escolha de Belém para receber a COP. Estou muito animado com o que Belém vai demonstrar para o mundo com sua capacidade de organização, receptividade e ao ambiente que os negociadores terão aqui para fazer uma COP histórica. Que seja lembrada de forma significativa como foi em Paris. Tenho certeza que vamos fazer uma COP histórica”, disse.  

Entre as autoridades presentes na reunião de trabalho estavam a ex-ministra Meio Ambiente e Co-Chair do Painel Intergovernamental de Recursos Naturais ONU, Izabella Teixeira; o embaixador e ecretário de Clima – Ministério Relações Exteriores, André Corrêa do Lago; o diplomata embaixador Everton Vieira Vargas; e a presidente da Frente Parlamentar da Câmara Federal para o Fortalecimento da COP30 no Brasil, deputada federal Elcione Barbalho. Também estiveram presentes deputados estaduais e prefeitos.

COP – A Conferência das Partes da Convenção das Nações Unidas sobre Mudanças de Clima, a COP, reúne anualmente lideranças mundiais para debater soluções para conter o aquecimento global e criar alternativas sustentáveis para a vida na Terra. A conferência deste ano será nos Emirados Árabes. A de 2024 ainda não tem sede definida. ( Leonardo Nunes / Foto: Marco Santos)

- Publicidade -spot_imgspot_imgspot_imgspot_img
- Publicidade -
- Publicidade -spot_imgspot_imgspot_imgspot_img

Últimas Notícias