Connect with us

Geral

Autorização para vacina contra Covid-19 poderá ser dada em até 10 dias, diz Anvisa

Publicado

em

Vacina, vacinação,seringa, covid 19

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) estima que poderá avaliar e conceder autorização emergencial de vacinas contra a covid-19 em até 10 dias para empresas que cumpram os requisitos fixados. Esta modalidade de permissão foi estabelecida pelo órgão para permitir uma análise mais rápida em condições especiais de imunização diante do cenário de pandemia.

No início do mês, a Anvisa divulgou o guia de critérios e procedimentos para a aprovação de autorizações emergenciais para vacinas em caráter experimental contra a covid-19.

A permissão especial poderá ser fornecida para vacinas que estejam em estudo no Brasil na chamada Fase 3, em que a eficácia e a segurança são analisadas. Nesse caso, as vacinas serão destinadas a programas de governo, não podendo ser comercializadas pelas empresas que obtiveram a permissão.

Apenas as empresas que estão desenvolvendo as vacinas poderão solicitar a autorização na Anvisa. Deve ser comprovada a capacidade de fabricar ou de importar a substância. As companhias interessadas em tal alternativa deverão fazer antes uma reunião com a equipe da Anvisa, que é chamada de “pré-submissão”. Será preciso também já ter aprovado na Anvisa um dossiê de desenvolvimento clínico.

Autorização por outros países

Em comunicado sobre o novo prazo de até 10 dias, a Anvisa abordou também o procedimento de autorização emergencial a partir da aprovação do uso do imunizante por órgãos reguladores de outros países. O mecanismo está previsto em lei.

O texto menciona a permissão da agência de saúde dos Estados Unidos (Food and Drug Administration, FDA) à vacina da Pfizer, argumentando que ainda que o processo em curso nos Estados Unidos seja semelhante, ainda seria necessário ter uma avaliação própria da agência brasileira.

“Ainda assim, parte dos dados, bem como compromissos e planos de monitoramento que precisam compor o pedido de uso emergencial [em outro país a outro órgão regulador], referem-se exclusivamente a realidades nacionais e, por isso, a importância da análise da vacina a ser usada no Brasil ser realizada pela Anvisa”, diz a nota.

Entre os aspectos que deverão ser considerados na avaliação que a agência – que deve ser realizada em até 10 dias – estão:

» Se a vacina que será disponibilizada para a população brasileira é a mesma avaliada nos estudos clínicos;
» Se a população-alvo a ser vacinada no Brasil é a mesma que será imunizada no país da autorização original;
» Quais as estratégias de monitoramento da aplicação das vacinas e de eventuais efeitos adversos nos indivíduos.

O comunicado da Anvisa pondera a replicação da autorização pela autoridade reguladora chinesa da CoronaVac, vacina desenvolvida pela farmacêutica chinesa SinoVac em parceria com o Instituto Butantan.

A nota afirma que os critérios empregados no país para a autorização “não são transparentes” e não há ”informações disponíveis” sobre eles. “Caso venha a ser autorizada a replicação automática da autorização de uso emergencial estrangeira no Brasil, sem a devida submissão de dados à Anvisa, são esperados o enfraquecimento e a retardação na condução do estudo clínico no Brasil, além de se expor a população brasileira a riscos que não serão monitorados pela empresa desenvolvedora da vacina”, informa o documento. (Agência Brasil)

publicidade
FAÇA UM COMENTÁRIO
Atenção: Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: [email protected] que iremos analisar.
Faça um comentário

Geral

Cresce os serviços de reparos domésticos para mulheres e público LGBTS

Publicado

em

A pandemia vem mudando o mundo de várias formas, e uma dessas mudanças é o comportamento das empresas e responsabilidade social.

Sendo assim, com a ideia de expandir e oferecer melhores serviços, o segmento de reparos tem sido avaliado para atender um público mais segmentado, as mulheres e as pessoas LGBTQIA+.

Aliás, com os reflexos da pandemia, muitas pessoas têm apostado neste tipo de serviço para empreender, incluindo atendimento exclusivo para este público.

Com o aumento da procura por reparos domésticos e reformas, o mercado de suprimentos cresce constantemente desde o começo da pandemia, atingindo uma inflação de 10,16% em 2020.

Não é só as empresas e empreendedores que aproveitam esse cenário, vários cursos são ofertados por Instituições de ensino de forma online, aproveitando esse novo perfil de consumidor.

Sendo assim, os serviços ofertados vão desde simples reparos como uma instalação de torneira, ajuste de campainha elétrica, trocar caixa de descarga e construções e reformas em geral.

E as mulheres, por sua vez, são o público que impulsiona esse mercado, atendendo as demandas de profissionais da área.

Mulheres e pessoas LGBTQIA+ ganham espaços em empresas de manutenção e reparos

Hoje podemos contar com um público grande de mulheres engenheiras, carpinteiras e até pedreiras, exercendo funções que até um tempo atrás eram vistas com preconceito.

Diante disso, também podemos encontrar empresas que só possuem mão de obra feminina, atendendo clientes que têm essa preferência de profissional.

Mulheres solteiras que moram sozinhas, mães e idosas são o público alvo, além é claro, das pessoas LGBTQIA+ que buscam por esses serviços.

Dessa forma, os empreendedores desse nicho de negócio buscam contratar pessoas que entram neste perfil de colaborador, adotando um público mais segmentado de clientes.

Faça você mesmo: Dicas de pequenos e simples reparos domésticos

Mas se você quer cortar os gastos dos seu orçamento mensal, saiba que aprender a realizar reparos simples em sua casa é uma das dicas para começar 2021 com as contas no azul.

Essas opções valem para serviços que não necessitam de uma visão profissional, mas com ajuda de poucos materiais, você mesmo pode fazer o reparo.

  • Trocar Lâmpada tomando todos os cuidados necessários;
  • Consertar vidro quebrado usando a melhor cola para vidro (Ideal para conserto de vidro de carro, peças decorativas e janelas);
  • Vedar janelas para acabar com vazamentos causados pela chuva;
  • Corrigir imperfeições na parede usando massa corrida e tinta;
  • Desentupir pias e vaso sanitário;
  • Pendurar quadro ou prateleiras para decorar um ambiente.

Nessas opções você pode escolher assistir um vídeo na internet e até fazer cursos rápidos com passo a passo para realizar o conserto.

No entanto, se preferir, conte com as empresas de manutenção e reparos de sua confiança, existem muitas opções que podem se encaixar na sua demanda de serviço.

Continue lendo

Geral

Prefeitura de Manaus decide não liberar escolas municipais para aplicação do Enem

Publicado

em

Em meio ao aumento de casos do novo coronavírus na capital amazonense, a Prefeitura de Manaus decidiu não liberar as escolas municipais da cidade para a realização do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). A Secretaria Municipal de Educação afirma que encaminhou um ofício ao Ministério Público Federal (MPF-AM) em que expõe os motivos da decisão.

A primeira prova do Enem está marcada para o próximo domingo (17). O secretário municipal de Educação, Pauderney Avelino, diz que o documento encaminhado ao MPF solicita também o adiamento da prova. 

Nesta quarta-feira (13), a Justiça Federal decidiu suspender o Enem em todo o estado do Amazonas. O pedido de suspensão foi feito pelo vereador Amom Mandel Lins Filho (Podemos) e pelo deputado federal Marcelo Ramos Rodrigues (PL) que citam o momento delicado que passa o estado em relação à pandemia. (Brasil 61)

Continue lendo

Geral

Governo libera recurso para Educação Ambiental no Acre

Publicado

em

Mais de R$ 1,7 milhão de reais foram liberados pelo Ministério do Meio Ambiente para projetos de educação ambiental no estado do Acre e no município de Santos, em São Paulo. Com essa medida, o governo pretende oferecer capacitação em legislação ambiental junto a produtores rurais, bem como informar à população sobre a destinação correta do lixo.

No Acre, técnicos e gestores municipais receberão treinamento para fortalecer o cumprimento das normas ambientais básicas e melhorar o atendimento e orientação aos produtores rurais. No município de Santos, o projeto contempla oficinas e material pedagógico com o objetivo de sensibilizar as comunidades locais para o reaproveitamento de resíduos recicláveis.

Fazer o descarte de resíduos de forma errada e desperdiçar matéria-prima são práticas que atingem diretamente a população, em especial comunidades de baixa renda. Em cidades costeiras, a destinação ambientalmente adequada do lixo merece cuidado especial, tendo em vista o problema do lixo no mar. Por isso, essas ações buscam proteger o meio ambiente e a saúde das pessoas, e ainda contribuir para gerar emprego e renda de maneira sustentável nas regiões. Somadas, as populações beneficiadas direta e indiretamente ultrapassam 1,2 milhão de brasileiros. (Brasil 61)

Continue lendo
publicidade Bronze