- Publicidade -spot_imgspot_imgspot_imgspot_img
domingo, 26 / maio / 2024

- Publicidade -spot_imgspot_imgspot_imgspot_img
- Publicidade -spot_imgspot_imgspot_imgspot_img

Foragido da Justiça de Marabá-PA por estupro é preso em Araguaína-TO

Mais Lidas

Na manhã desta segunda-feira, 23, a Polícia Civil do Tocantins (PC-TO), por meio da 3ª Delegacia de Atendimento à Mulher (3ª DEAM – Araguaína), efetuou a prisão de um indivíduo, de 22 anos, o qual é suspeito de estuprar duas enteadas menores de idade. Conforme relata a delegada Sarah Lilian, W.P.S é foragido da Comarca de Marabá, no Estado do Pará, e foi capturado em cumprimento a mandado de prisão preventiva, oriundo do Estado vizinho. 

Ainda de acordo com a autoridade policial, o investigado foi indiciado, em março de 2022, em razão de ter praticado atos libidinosos com suas duas enteadas, fatos que foram descobertos e confirmados pela Polícia Civil do Estado do Pará, que então representou pela prisão do indivíduo. 

Após a expedição do respectivo mandado de prisão preventiva, o homem passou a ser procurado, mas teria fugido para Araguaína. “Após compartilhamento de informações com a Polícia Civil do Pará, conseguimos localizar o paradeiro do indiciado que está em Araguaína e, na manhã de hoje, conseguimos efetuar a captura do mesmo”, disse a autoridade policial. 

Depois de ser preso, W.P.S foi conduzido até a sede da 3ª DEAM, e após a formalidades de praxe, recolhido à Unidade Penal de local, onde permanecerá à disposição do Poder Judiciário da Comarca de Marabá, cidade para onde será recambiado a fim de responder pelo crime que lhe é imputado.  

Ao comentar o caso, a delegada Sarah ressaltou a importância da prisão e do compartilhamento de informações com a Polícia Civil do Pará, o que possibilitou a identificação e localização do indivíduo. “Mais uma prisão relevante efetuada pela 3ª DEAM, em parceria com a Polícia Civil do Pará, de um homem que é investigado por estuprar duas enteadas, e que agora, deverá aguardar preso o deslinde da persecução penal”, pontuou a autoridade policial. 

A delegada Ana Maria Varjal, também da 3ª DEAM, frisou que além de muito importante, a prisão desse indivíduo traz mais paz às vítimas e aos seus familiares, tendo em vista a prática dos crimes gravíssimos contra dignidade sexual. “A Polícia Civil do Tocantins, por meio da 3ª DEAM de Araguaína, não tem medido esforços para investigar, localizar e prender pessoas por crimes sexuais, sejam elas de Araguaína ou de qualquer outra cidade ou Estado que, porventura estejam em nosso município. Para isso temos uma equipe altamente especializada e que tem envidado todos os esforços a fim de retirar de circulação esses indivíduos”, finalizou.

- Publicidade -spot_imgspot_imgspot_imgspot_img
- Publicidade -
- Publicidade -spot_imgspot_imgspot_imgspot_img

Últimas Notícias