Connect with us

Geral

Marinha lança edital de concurso público para aprendiz com mais de 700 vagas

Publicado

em

A Marinha está prestes a dar início ao seu novo concurso público e estima ofertar, ao todo, 750 vagas para aprendizes.

De acordo com o edital lançado recentemente, as oportunidades serão disponibilizadas para o gênero masculino que tenha nível médio completo ou esteja em fase de conclusão do último ano. Além disso, os candidatos interessados em concorrer às vagas devem ter 18 anos ou menos de 22 anos no primeiro dia de janeiro de 2022 e possuir mais de 1,54m de altura e no máximo 2m. 

As inscrições para o Concurso Público de Admissão às Escolas de Aprendizes-Marinheiros em 2021 poderão ser feitas a partir das 08h do dia 24 de maio até às 23h59 do dia 13 de junho, pelo site oficial do Serviço de Seleção do Pessoal da Marinha (SSPM). O valor a ser pago pela inscrição é de R$ 40,00. Já os inscritos no Cadastro Único (CadÚnico) ou doadores de medula óssea poderão solicitar a isenção da taxa por e-mail ou entregar pessoalmente em uma das OREL do anexo I do edital, entre os dias 24 de maio e 04 de junho. 

Os profissionais aprovados participarão do Curso de Formação com duração de um ano, que será realizado pela escola de Aprendizes-Marinheiros gratuitamente. Durante esse período, a remuneração inicial é de R$ 1.303,90, além de ser proporcionado alimentação, uniforme, assistência médico-odontológica, psicológica, social e religiosa. Depois da formação e da promoção à graduação, o salário passará a ser de R$ 2.294,50.

A seguir, veja o resumo do concurso:

Marinha – Aprendiz Marinheiro 2021
Banca organizadoraComissão própria
CargoAprendiz Marinheiro
EscolaridadeNível médio
CarreiraMilitar
LotaçãoNacional
Edital na íntegraConcurso Público de Admissão às Escolas de Aprendizes-Marinheiros em 2021 

Prova e demais etapas de seleção

A prova objetiva para Aprendiz Marinheiro está prevista para ocorrer na segunda quinzena de julho deste ano. O processo seletivo consiste em uma prova escrita objetiva com 50 questões, sendo distribuídas em 15 questões de Português, 15 de Matemática, 15 de Ciências (Física e Química) e 05 de Inglês, de caráter eliminatório e classificatório, que valerá de 0 a 100 pontos. Serão eliminados do concurso público os candidatos que obtiverem nota inferior a 50 pontos em toda a prova, além de nota inferior a 10 pontos em qualquer uma das disciplinas que compõem a avaliação. 

As demais fases da seleção são compostas de Verificação de Dados Biográficos (VDB); Inspeção de Saúde (IS); Teste de Aptidão Física (TAF); Avaliação Psicológica (AP); Verificação de Documentos (VD); e Procedimento de Heteroidentificação Complementar à Autodeclaração (PH), todas de caráter eliminatório.

Os concursos públicos são o percurso profissional escolhido por muitas pessoas. Por isso, vale ressaltar que, ainda de acordo com o levantamento do Gran Cursos Online, as Forças Armadas estimam oferecer outras oportunidades para ingresso na Marinha durante este ano, por exemplo, para Corpo Auxiliar de Praças da Marinha – C-CAP, com 56 vagas previstas e para o Corpo de Engenheiros – CP-CEM, com 25 vagas previstas.

publicidade
FAÇA UM COMENTÁRIO
Atenção: Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: [email protected] que iremos analisar.
Faça um comentário

Geral

Amazônia 4.0: plataforma de ESG lançará documentário inédito sobre visão inovadora de sustentabilidade

Publicado

em

Na data em que se celebra o Dia da Terra, em 22 de abril, a Plataforma Grape ESG lançará o filme Amazônia 4.0, que aborda as principais soluções para o desenvolvimento sustentável na Floresta Amazônica e os caminhos que são necessários percorrer para solucionar os problemas de um dos biomas mais ricos em biodiversidade do mundo. O lançamento será feito pelo canal do YouTube da Grape ESG, às 15h. O teaser do vídeo pode ser conferido neste link: https://www.youtube.com/watch?v=tLoSrE9st7U

O lançamento coincide também com a “Cúpula dos Líderes sobre o Clima”, convocada pelo Presidente dos EUA, Joe Biden, que reunirá as principais lideranças de todo o mundo. Assim o filme pretende provocar e inspirar discussões oportunas, positivas, e com visão de futuro, envolvendo empresas, executivos e a ciência, num momento em que líderes mundiais congregam-se em torno dos temas de sustentabilidade.

A produção audiovisual de 25 minutos que reúne importantes nomes da ciência, academia, organismos internacionais e dos negócios, será veiculada de forma online, aberta a todos os públicos, com o objetivo de aumentar a conscientização sobre as principais questões em torno do desenvolvimento sustentável da Amazônia e da economia circular. A produção executiva do filme é de Ricardo Assumpção, CEO da Grape ESG, e de Ione Anderson, COO da Grape ESG.

Um dos destaques do documentário é Carlos Nobre, pesquisador sênior do Instituto de Estudos Avançados da Universidade de São Paulo (USP), que apresenta os caminhos de desenvolvimento a serem percorridos para solucionar as ameaças à floresta, reunindo as visões científica e dos negócios, com o objetivo de desencadear oportunidades econômicas novas e inclusivas para a proteção de ecossistemas e comunidades em toda a bacia amazônica.

“Existem novas iniciativas aderindo aos princípios de uma bioeconomia inovadora e decentralizada enraizada na Amazônia, em contraste ao tratamento da floresta como fonte de recursos para indústrias situadas em outros lugares. A região pode acomodar tantos os seres humanos quanto a biodiversidade”, ressalta Carlos Nobre em artigo no jornal The New York Times em outubro de 2020, que inspirou o documentário.

Segundo Ricardo Assumpcão, CEO da Grape ESG e produtor executivo do documentário, “a Floresta Amazônica é provavelmente o maior e mais avançado laboratório no planeta Terra. Por isso a ciência e os negócios precisam caminhar lado a lado para explorar os caminhos de um desenvolvimento sustentável, criando impacto ambiental e social e ao mesmo tempo em que cria-se valor futuro, inclusive valor financeiro. Isto é possível se levarmos em conta que o capitalismo vem passando por diversos ajustes e passamos do “Risco, retorno” para o “Risco, retorno e impacto”. Manter nosso maior Bioma em pé é o maior desafio e também uma das maiores oportunidades que teremos na próxima década”.

A CCO da Grape ESG, Ione Anderson, reforça que o trabalho da Plataforma Grape ESG é exatamente o de construir as pontes entre negócio e ciência, integrando tecnologia, ciência e cadeias produtivas sustentáveis. “Nos últimos anos, a ciência e os negócios estão convergindo para pontos comuns baseados no conhecimento científico, que trazem segurança para desenvolver novas estratégias, para inovar como vemos e usamos os recursos naturais. Temos que investir muito ainda no poder da comunicação para informar, conscientizar e mudar comportamento – com alvos baseados na ciência.”, destaca Ione Anderson, que também é uma das produtoras executiva do filme.

O filme Amazônia 4.0 é um dos projetos de destaque Grape ESG, plataforma de sustentabilidade que promove, ainda, o Programa Van Solidária, uma plataforma de impacto social positivo e o Café da Margem – startup de sustentabilidade que será a primeira cafeteria do mundo a vender créditos de carbono no cardápio. 

Projeto Amazônia 4.0

O filme é baseado no Projeto Amazônia 4.0 – idealizado por Carlos Nobre, pesquisador sênior do Instituto de Estudos Avançados da Universidade de São Paulo (USP). O projeto visa agregar as potencialidades econômicas da sociobiodiversidade amazônica às novas tecnologias e possibilidades que emergem da Quarta Revolução Industrial (este conceito resulta da junção das tecnologias digitais, biotecnologias e ciências dos materiais, fazendo uma ampla utilização dessas tecnologias modernas para beneficiamento social, econômico e ambiental da Amazônia e suas populações). A iniciativa tem apoio da WWF, WEF, USP e London Business School.

Segundo Carlos Nobre o grande valor econômico e social da floresta Amazônica está nos próprios produtos da biodiversidade. Por exemplo, sistemas agroflorestais produzem açaí, cacau, castanha e outros produtos com muito maior valor agregado. 

“O papel da ciência e tecnologia é o de explorar o potencial de inúmeros outros produtos, processos e conhecimentos e, ao mesmo tempo, buscar desenvolver tecnologias modernas–chamamos Amazônia 4.0–para agregação de valor aos produtos da floresta. Seria o desenvolvimento de uma bioeconomia de floresta em pé, com maior geração de renda e bem-estar para as populações Amazônicas e igualmente trazendo uma vibrante economia para o país como um todo”, afirma. (Ascom)

Continue lendo

Geral

Campanha de vacinação contra a gripe começa na segunda

Publicado

em

O Ministério da Saúde e as secretarias estaduais e municipais de saúde começam na segunda-feira (12) a campanha de vacinação contra a gripe. Além de evitar complicações decorrentes da gripe causada pelo vírus, a vacinação ganha uma outra importância no momento.

Com diversos estados com leitos de unidades de terapia intensiva (UTI) lotados e filas de espera em função da pandemia do novo coronavírus, a iniciativa também é importante para evitar uma sobrecarga nos sistemas de saúde.

O público estimado pelo ministério é de 79,7 milhões de pessoas e o objetivo é vacinar pelo menos nove em cada dez pessoas dos grupos prioritários.

Os grupos serão organizados para vacinação em três etapas. Os dias de mobilização, chamados de dias D, serão definidos em cada município pela Secretaria de Saúde local.

Os grupos prioritários são:

– Crianças de 6 meses a menores de 6 anos;

– Gestantes;

– Puérperas;

– Povos indígenas;

– Trabalhadores de saúde;

– Pessoas com 60 anos ou mais;

– Professores;

– Portadores de doenças crônicas não transmissíveis;

– Pessoas com deficiência permanente;

– Forças de segurança, de salvamento e armadas;

– Caminhoneiros;

– Trabalhadores do transporte coletivo de passageiros;

– Funcionários trabalhando em prisões e unidades de internação;

– Adolescentes cumprindo medidas socioeducativas em unidades de internação;

– População privada de liberdade.

Covid-19

O Ministério da Saúde não recomenda que seja feita a aplicação das vacinas contra a covid-19 e contra a influenza conjuntamente. A pasta recomenda que as pessoas que estiverem nos grupos prioritários procurem se vacinar antes contra a covid-19. Especialistas recomendam pelo menos uma diferença de 14 dias entre uma e outra.

Continue lendo

Geral

Nova lei de trânsito entra em vigor nesta segunda, 11

Publicado

em

As alterações promovidas no Código de Trânsito Brasileiro (CTB) entram em vigor a partir desta segunda-feira (12). As mudanças foram sancionadas pelo presidente Jair Bolsonaro em outubro do ano passado, quando ficou definido que a vigência passaria a ocorrer 180 dias após a sanção.

A partir de agora, os motoristas devem ficar atentos aos novos prazos de renovação da Carteira Nacional de Habilitação (CNH), ao número de pontos que podem gerar a suspensão de dirigir e à punição de quem causar uma morte ao conduzir o veículo após ter ingerido bebida alcoólica ou ter usado drogas.

Os exames de aptidão física e mental para renovação da CNH não serão mais realizados a cada cinco anos. Agora, a validade será de dez anos para motoristas com idade inferior a 50 anos; cinco anos para motoristas com idade igual ou superior a 50 anos e inferior a 70 e três anos para motoristas com idade igual ou superior a 70 anos. 

Sobre a pontuação, a lei agora estabelece uma gradação de 20, 30 ou 40 pontos em 12 meses conforme haja infrações gravíssimas ou não. Atualmente, a suspensão ocorre com 20 pontos, independentemente do tipo de infração.

Dessa forma, o condutor será suspenso com 20 pontos se tiver cometido duas ou mais infrações gravíssimas; com 30 pontos se tiver uma infração gravíssima; e com 40 pontos se não tiver cometido infração gravíssima no período de 12 meses.

Os condutores que exercem atividades remuneradas terão seu documento suspenso com 40 pontos, independentemente da natureza das infrações. Essa regra atinge motoristas de ônibus ou caminhões, taxistas, motoristas de aplicativo ou moto-taxistas. Se esses condutores participarem de curso preventivo de reciclagem ao atingir 30 pontos, em 12 meses, toda a pontuação será zerada.

As novas regras proíbem que condutores condenados por  homicídio culposo ou lesão corporal sob efeito de álcool ou outro psicoativo tenham pena de prisão convertida em  alternativas.

Cadeirinhas

O uso de cadeirinhas no banco traseiro passa a ser obrigatório para crianças com idade inferior a 10 anos que não tenham atingido 1,45 metro de altura. Pela regra antiga, somente a idade da criança era levada em conta.

Recall

Nos casos de chamamentos pelas montadoras para correção de defeitos em veículos (recall), o automóvel somente será licenciado após a comprovação de que houve atendimento das campanhas de reparo. 

Motociclistas

Para os motociclistas, a nova lei restringe a circulação de crianças na garupa das motos. Antes, a legislação permitia que crianças maiores de sete anos podiam ir na garupa. Agora, a idade mínima para levar uma criança na moto é 10 anos.

Andar com o farol da motocicleta apagado passará a ser considerada infração média, sujeita a multa de R$ 130,16. Antes, isso era considerado como infração gravíssima, sujeita a multa e apreensão da CNH e até suspensão do direito de pilotar. 

Pilotar motocicleta sem viseira ou óculos de proteção ou com a viseira levantada passa  ser uma infração média, com multa de R$ 130,16. Antes, era considerada infração gravíssima andar sem viseira e infração leve pilotar com viseira levantada ou danificada.

Continue lendo
publicidade
publicidade Bronze