- Publicidade -spot_imgspot_imgspot_imgspot_img
segunda-feira, 24 / junho / 2024

- Publicidade -spot_imgspot_imgspot_imgspot_img
- Publicidade -spot_imgspot_imgspot_imgspot_img

No Pará, Ideflor-Bio promove ação de educação ambiental nas praias do Rio Araguaia

Mais Lidas

Durante todo o mês de julho, o Instituto de Desenvolvimento Florestal e da Biodiversidade (Ideflor-Bio), por meio da Gerência da Região Administrativa do Araguaia (GRA), tem promovido diversas ações de educação ambiental nas praias do Rio Araguaia, em São Geraldo do Araguaia, município da região sudeste paraense. Foto: Divulgação

Os balneários, bastante procurados pela população nesta época do ano, ficam localizados nas adjacências da Área de Proteção Ambiental (APA) Araguaia. A Unidade de Conservação (UC) do Ideflor-Bio abriga algumas das mais belas praias da região, que se formam durante o verão, uma delas é a “Remanso dos Botos”.

Neste sentido, as ações visam sensibilizar os frequentadores para que utilizem os locais, mas sem degradar o meio ambiente. O trabalho consiste no diálogo com os banhistas, com as comunidades tradicionais, além da fixação de placas que informam o que é permitido e proibido no local e convidam a população para práticas mais sustentáveis.

De acordo com a titular da GRA, Laís Mercedes, o principal problema tem sido o descarte irregular de lixo. Ela conta, ainda, que o monitoramento é realizado sempre aos finais de semana do meses de julho e agosto.

“A ideia é orientar o turista a se responsabilizar pelo seu lixo gerado, levando-o para descarte em local correto e não deixando-o nas praias e acampamentos. Quem cuida do seu lixo, protege as praias e as deixa limpas, evitando prejuízos para o meio ambiente, para o Parque Estadual Serra dos Martírios/Andorinhas e para a APA Araguaia”, afirmou a gerente.

Prevenção – O biólogo do Ideflor-Bio, Wagner Bastos, faz um alerta aos frequentadores que costumam produzir fogueiras nos acampamentos. “As fogueiras, quando feitas em locais irregulares, podem acarretar em incêndios que podem adentrar áreas prioritárias da APA Araguaia e do Parque Estadual Serra dos Martírios/Andorinhas. Portanto, trabalhar a educação ambiental com a população é uma forma concreta de evitar futuros problemas ambientais e, também, enfatizar que a preservação do meio ambiente é dever de todos”. (Vinícius Leal)

- Publicidade -spot_imgspot_imgspot_imgspot_img
- Publicidade -
- Publicidade -spot_imgspot_imgspot_imgspot_img

Últimas Notícias