- Publicidade -spot_imgspot_imgspot_img
quarta-feira, 17 / julho / 2024

- Publicidade -spot_imgspot_imgspot_imgspot_img
- Publicidade -spot_imgspot_imgspot_imgspot_img

Onda de calor no Tocantins deve se arrastar até domingo, 17

Mais Lidas

Uma nova onda de calor está atingindo o Tocantins e mais 15 estados da federação a partir da quinta-feira, 14 de dezembro. O alerta segue até o domingo, 17; foi emitido pelo Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) e a previsão é que o clima fique 5°C acima da média prevista para o mês de dezembro, ou seja, alguns municípios tocantinenses podem registrar temperaturas entre 38°C e 40°C.

Como o calorão deve atingir em média, 90 cidades do Tocantins, a Secretaria de Estado da Saúde (SES-TO) orienta que toda a população, em especial, os públicos mais vulneráveis, (idosos, crianças, pessoas com problemas cardíacos, respiratórios ou de circulação, diabéticos e gestantes), fiquem atentos aos quadros de stress térmico, que pode resultar em mal-estar, transpiração excessiva e dores de cabeça.

“Como ocorre uma maior perda de água devido ao calor, recomendamos que as pessoas bebam muita água para compensar o que é perdido. E é importante lembrar que os familiares, tanto de crianças pequenas, quanto de idosos, devem oferecer água constante para garantir uma hidratação adequada. A comida também deve ser leve, dando preferências para as frutas e as saladas”, disse o técnico do Programa de Vigilância em Saúde Ambiental Relacionada a Populações Expostas aos Desastres Naturais e/ou Tecnológicos (Vigidesastres) da SES-TO, Everton Ribeiro.

Ao passar mal, é recomendado à população, que procure os serviços de saúde para saber qual é a melhor forma de tratar e reduzir o desconforto gerado pela insolação, pois se não for tratada com urgência, a insolação grave pode levar à morte. Fique atento aos sintomas e procure ajuda médica rapidamente em caso de exposição excessiva ao sol ou quando identificar algum desses sintomas.

Dicas para cuidar da saúde nas altas temperaturas

– Evite a exposição direta ao sol, em especial, entre 9h e 16h;

– Use chapéus e óculos escuros (especialmente para pessoas de pele clara). Proteja as crianças com chapéu de abas;

– Use roupa solta, de preferência de algodão, e aplique sempre protetor solar;

– Diminua os esforços físicos e repouse frequentemente em locais à sombra, frescos e arejados;

– Aumente a ingestão de água ou de sucos de frutas naturais, sem adição de açúcar, mesmo sem ter sede;

– Os recém-nascidos, as crianças, os idosos e as pessoas doentes podem não sentir sede. Ofereça-lhes água!

– Evite bebidas alcoólicas e com elevado teor de açúcar;

– Faça refeições leves, pouco condimentadas e mais frequentes.

- Publicidade -spot_imgspot_imgspot_imgspot_img
- Publicidade -
- Publicidade -spot_imgspot_imgspot_imgspot_img

Últimas Notícias