- Publicidade -spot_imgspot_imgspot_imgspot_img
sexta-feira, 24 / maio / 2024

- Publicidade -spot_imgspot_imgspot_imgspot_img
- Publicidade -spot_imgspot_imgspot_imgspot_img

Prefeita Cinthia assina ordem de serviço do Parque Solar Municipal em Palmas

Mais Lidas

Aproveitando o maior recurso natural da Capital tocantinense, a Prefeitura de Palmas criará o Parque Solar Municipal, que produzirá energia sustentável para 100% dos prédios públicos. A assinatura da ordem de serviço no valor de R$ 16,312 milhões, com a empresa Ultra Engenharia e Construções, para a implantação do parque ocorreu na manhã desta terça-feira, 6, na abertura do 2º Encontro Nacional do Iclei Brasil, no Centro de Convenções Arnaud Rodrigues. O evento nacional tem como temática central:  ‘Cidades sustentáveis – soluções baseadas na natureza e energias renováveis’ e segue até quinta-feira, 8, como parte da programação da Semana do Meio Ambiente.

A prefeita de Palmas, Cinthia Ribeiro, informou que 28% do consumo de energia de Palmas têm origem solar, enquanto a média Brasil fica em torno de 11%. Palmas na região norte fica atrás apenas de Manaus. Sendo que a Capital tocantinense gera 102 megawatts, enquanto Manaus, com 2 milhões de habitantes, gera 104 megawatts. “A nossa gestão atende as prerrogativas do Pacto pelo Clima, por exemplo, das 80 escolas, 77 unidades já funcionam com energia solar. E vamos avançar ainda mais na área de energia sustentável, Palmas será a primeira capital brasileira onde a prefeitura será autossustentável.”

O Parque Solar Municipal será implantado em uma área degradada dentro do Parque do Povo, que, ao ser recuperada, reduzirá o assoreamento do lago do Parque Cesamar, promovendo duas soluções: geração de energia solar e a redução do carreamento de terra para o lago. O projeto ocupará uma área de 41 mil metros quadrados, com seis mil módulos solares e 448 vagas de estacionamentos também cobertas com placas solares. 

O secretário municipal da Habitação, Fábio Frantz Borges, detalha que a primeira etapa do Parque Solar Municipal foi a instalação de energia solar nas escolas municipais. “Hoje foi feita a assinatura da ordem de serviço para instalação de mais 3 megawatts pico, que é a segunda etapa. Depois serão instaladas mais 1,5 megawatts pico, algumas usinas para complementar a necessidade de energia do município, chegando a 8,3 megawatts pico de produção.”

- Publicidade -spot_imgspot_imgspot_imgspot_img
- Publicidade -
- Publicidade -spot_imgspot_imgspot_imgspot_img

Últimas Notícias