- Publicidade -spot_imgspot_imgspot_imgspot_img
quinta-feira, 13 / junho / 2024

- Publicidade -spot_imgspot_imgspot_imgspot_img
- Publicidade -spot_imgspot_imgspot_imgspot_img

RIACHINHO: Justiça determina sequestro de bens do ex-prefeito Valdemar

Mais Lidas

O juiz substituto da Comarca de Ananás, Baldur Rocha Giovannini, determinou o sequestro dos “bens móveis e imóveis” do ex-prefeito de Riachinho Valdemar Batista Nepomuceno por, segundo o magistrado, ter usado o patrimônio publico em benefício pessoal, com aquisições de carros, jóias, apartamentos, terrenos de forma irregular.

O magistrado condenou outras cinco pessoas que faziam parte da administração de Nepomuceno. O político, hoje no PMDB, governou a cidade de 1997 a 2004, pelo antigo PFL (hoje DEM). A decisão atendeu denúncia movida pelo Ministério Público Estadual (MPE). “No caso o crime imputado é de que os réus teriam se apropriado e desviado rendas públicas em proveito próprio e havendo notícia de que os referidos bens estariam sendo dilapidados, é necessário o sequestro dos bens dos denunciados, para que não haja danos ao erário público”, destaca o magistrado na decisão.

O ex-prefeito, que ainda não teve bens sequestrados negou a irregularidade e destacou que o processo seria resultado de procedimento de adversários e informou que já recorreu da decisão que considerou precipitada, pois o processo, segundo ele está em fase inicial e ele recém foi chamado para depor. Depois de oito anos à frente de Riachinho, Nepomuceno se elegeu prefeito de Ananás em 2004. Em 2008, não disputou cargo público.(JT – Daniel Machado)

- Publicidade -spot_imgspot_imgspot_imgspot_img
- Publicidade -
- Publicidade -spot_imgspot_imgspot_imgspot_img

Últimas Notícias