- Publicidade -spot_imgspot_imgspot_imgspot_img
terça-feira, 25 / junho / 2024

- Publicidade -spot_imgspot_imgspot_imgspot_img
- Publicidade -spot_imgspot_imgspot_imgspot_img

TOCANTINÓPOLIS: Escolas indígenas Pepkro e Tamkak realizam jogos interescolares entre estudantes do povo Apinajé

Mais Lidas

Desenvolver nos estudantes o interesse pela prática esportiva e fortalecer a cultura dos jogos do povo Apinajé é a intenção dos jogos interescolares promovidos pelas Escolas Estaduais Indígenas Pepkro e Tamkak. As competições foram realizadas em comemoração ao Dia das Crianças, celebrado em 12 de outubro. 

Mais de 51 estudantes das duas escolas se reuniram na aldeia Bonito, onde fica localizada a Escola Estadual Indígena Tamkak, e disputaram em diversas modalidades esportivas como corrida da tora, arremesso de flecha, corrida de 100 metros, cabo de guerra, além de futebol. Os estudantes também realizaram apresentações culturais com cantorias tradicionais do povo Apinajé.  

Além das medalhas para os participantes, os estudantes e as demais crianças das comunidades indígenas receberam presentes por ocasião do dia das crianças. Os brindes foram doados por parceiros das escolas e da Superintendência Regional de Educação de Tocantinópolis. 

“O interclasse indígena foi muito bom, também gostei dos presentes, fiz amizade, competimos, praticamos esporte da nossa cultura. Foi muito bom para nós”, contou o estudante, Arthur Tàpkryt, da Escola Indígena Pepkro.

Conforme o organizador da ação, o professor Bruno de França Silva, da Escola Indigena Tamkak, a iniciativa visa ainda “a socialização e integração entre os estudantes de forma que eles vivenciem os esportes, com diversão e fortalecendo a cultura e as tradições do povo Apinajé”. 

Andressa Irembete, professora da Escola Indígena Pepkro, avaliou o interescolar como “um momento de grande importância para os estudantes pelo fato da interação da competição e das atividades de socialização realizadas entre os alunos. Para que todos se sentissem valorizados, entregamos medalhas simbólicas a todos os participantes como forma de incentivo”, relatou. (Núbia Daiana Mota)

- Publicidade -spot_imgspot_imgspot_imgspot_img
- Publicidade -
- Publicidade -spot_imgspot_imgspot_imgspot_img

Últimas Notícias