- Publicidade -spot_imgspot_imgspot_imgspot_img
sábado, 15 / junho / 2024

- Publicidade -spot_imgspot_imgspot_imgspot_img
- Publicidade -spot_imgspot_imgspot_imgspot_img

TOCANTINÓPOLIS: Pistoleiro é condenado a 11 anos de prisão

Mais Lidas

Julgamento do Tribunal do Júri de Tocantinópolis realizado nesta quinta-feira, 2, condenou o réu Elcifran Lima de Sousa, de 30 anos, por ter sido contratado para matar um morador da cidade em 2019, em vingança da família que havia sido vítima de homicídio em outro estado.

Após a decisão dos jurados, o juiz Helder Carvalho Lisboa fixou a pena definitiva em 11 anos de prisão. O réu está preso desde 8 de novembro de 2022 e terá 1 ano e 5 meses descontado da pena final, mas não poderá recorrer em liberdade, segundo decidiu o magistrado.

O juiz aponta a garantia da ordem  pública como fundamento para mantê-lo preso enquanto ele recorre. Segundo a sentença, o réu responde a outro processo de crime contra a vida em Marabá, no Pará, onde está preso.

Conforme o processo, a vítima havia cometido um crime de homicídio em Nova Ipixuna, no Pará, antes de se mudar para Tocantinópolis. A família do morto contratou o réu para vingá-lo. Segundo a ação, Elcifran Sousa se mudou para o Tocantins e passou a seguir todos os passos do alvo até o dia em que disparou os cinco tiros.

A vítima sobreviveu com perda do movimento nos membros superiores, o que a levou à aposentadoria, e era uma das testemunhas presentes na sessão desta quinta-feira.

- Publicidade -spot_imgspot_imgspot_imgspot_img
- Publicidade -
- Publicidade -spot_imgspot_imgspot_imgspot_img

Últimas Notícias