Connect with us

Tocantins

ARAGUAÍNA: Bairros recebem aplicação do fumacê para conter crescimento da dengue

Publicado

em

Os bairros de Araguaína estão recebendo a aplicação do fumacê para conter a proliferação do mosquito aedes aegypti, que é o transmissor da Dengue, Zika e Chikungunya. Só nos primeiros 10 dias de 2022, já foram notificados 179 casos de dengue. A estratégia faz parte da intensificação da Prefeitura em combate ao vetor, que ainda conta com visitas domiciliares dos agentes de endemias.
 
Alerta vermelho

De acordo com o último LIRAA (Levantamento Rápido do Índice de Infestação por Aedes aegypti), que mede o número de focos do mosquito Aedes aegypti por casa, Araguaína alcançou uma marca de 8%, um valor considerado alto, já que o índice máximo aceitável pelo Ministério da Saúde é de 1%. A porcentagem foi obtida por meio de pesquisas no último bimestre e cresceu em relação ao quarto bimestre (setembro e outubro), quando marcou 4,9%.
 
O ano de 2020 foi atípico devido à pandemia da covid-19, o que levou muitos moradores a evitarem os pontos de saúde para relatarem a dengue e pode ter causado uma subnotificação. Levando em consideração esse registro, 2021 terminou com número de casos quase 4 vezes maior, aumentando de 340 para 1.284 confirmados.
 
Intensificação do combate

A aplicação pelo fumacê foi iniciada na última quarta-feira, 12, e seguirá a programação nos períodos das 3h30 às 8 horas e das 15h30 às 20 horas. O serviço está sendo realizado com dois veículos nos bairros, que passarão por três vezes nos bairros com maior incidência da dengue.
 
Até o momento, 26 bairros onde moram mais de 90 mil pessoas têm programação para o fumacê: Ana Maria, Araguaína Sul, Centro, Céu Azul, Dom Orione, Jardim dos Ipês 1, Jardim Paulista, Morada do Sol 1, Noroeste, Nova Araguaína, Raizal, Cimba, Costa Esmeralda, Lago Azul 1 e 4, São João, Senador, Carajás, Maracanã, Palmas, Tocantins, Universitário, Vitória, Tiúba, Vila Azul e Vila Ribeiro.
 
Limpeza nas casas

Em 2021, os agentes de endemias realizaram quase 400 mil visitas domiciliares e destruíram 30 mil focos e mais 86 mil depósitos que poderiam vir a ser focos. A grande maioria, 74% dos focos, estava dentro das residências; outros 19%, em terrenos baldios; 6%, em comércios; e 1%, em outros tipos de locais.Os principais recipientes de desenvolvimento das larvas do mosquito são comuns em todas as residências. Entre quase 80% dos locais que são encontrados focos são vasos, pratos e fracos com plantas, bebedouros de animais, e sacos plásticos, potes, garrafas e latas descartadas inadequadamente. Pneus e outros materiais rodantes que são comumente associados a criadouros são 13% dos focos. (Marcelo Martin / Foto: Marcos Sandes)

publicidade
FAÇA UM COMENTÁRIO
Atenção: Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: [email protected] que iremos analisar.
Faça um comentário

Tocantins

Mais de 250 mil tocantinenses não tomaram a segunda dose de vacina contra Covid-19

Publicado

em

O levantamento da Secretaria de Estado da Saúde (SES-TO), por meio do Centro de Informações e Decisões Estratégicas em Saúde – Integra Saúde, apontou que 252.788 tocantinenses não retornaram aos postos de saúde para completar o ciclo vacinal contra a covid-19, ou seja, não tomaram a segunda dose dos imunizantes.

Deste quantitativo, 27.997 pessoas não receberam o imunizante CoronaVac, 62.748 da AstraZeneca e 162.043 da vacina Pfizer. Ainda segundo o levantamento, no recorte por idade, os mais faltosos são aqueles que possuem de 12 a 19 anos e de 20 a 29 anos. São 75.535 pessoas com idades entre 12 e 19 anos que não procuraram o sistema de saúde para receber a segunda dose dos imunizantes contra a covid-19. Além disso, são 67.794 tocantinenses com idades entre 20 e 29 anos que não completaram o esquema vacinal.

“Novamente, precisamos chamar atenção de toda a população. São dados assustadores e que precisam ser reduzidos urgentemente. Para que isso ocorra, é necessário que as pessoas que ainda não receberam a segunda dose da vacina contra a covid-19 procurem os postos de saúde dos municípios. Estamos recebendo as doses com frequência, mas a população não está procurando a imunização. Por consequência, somos obrigados a reabrir leitos de UTI Covid, o que acaba por comprometer a programação das cirurgias eletivas”, enfatizou o secretário de Estado da Saúde, Afonso Piva.

A gerente de imunização da SES-TO, Diandra Sena, ressaltou que, além de receber segunda dose, é importante que a população também tome a dose de reforço contra a covid-19. “Além da segunda dose, lembramos que já temos a terceira dose – de reforço – que pode ser feita após quatro meses, preferencialmente com o imunizante da Pfizer”, explicou.

Vacinação

Após um mês de instabilidade, causada após ataque hacker ao sistema do Ministério da Saúde, o Vacinômetro – ligado ao Sistema Nacional de Vacinação – voltou a funcionar nesta terça-feira, 18. O Tocantins já imunizou 54,07% da população. Foram 2.706.655 de doses de vacinas contra covid-19 recebidas e 2.064.324 aplicadas. (Mariana Ferreira)

Continue lendo

Tocantins

ARAGUAÍNA: Saiba como obter cartão que garante vagas de estacionamento para idosos

Publicado

em

Sempre quando vai ao centro da cidade, a aposentada Azélia Rocha consegue estacionar o seu veículo com mais facilidade, benefício que ela atribui ao Cartão do Idoso, documento emitido pela ASTT (Agência de Segurança, Transporte e Trânsito) que beneficia os idosos e portadores de necessidades pessoais nas vagas de estacionamento em vias públicas.

“Depois que eu fiz o cartão melhorou, pois consigo comprovar para as pessoas que sou idosa e estacionar. Temos esse benefício garantido e é muito importante, pois já trabalhamos e contribuímos muito com a sociedade, precisamos ter o nosso direito considerado”, afirmou a aposentada.

Em 2021, 103 novos cartões foram emitidos e 162 realizaram a renovação.  O cartão é emitido na hora e tem validade de três anos.

Como obter o cartão
Para conseguir o cartão de estacionamento, basta ter no mínimo 60 anos e ir até à sede da ASTT, levando os documentos originais e as cópias do comprovante de endereço atualizado, CPF e documento pessoal com foto.  

No caso das pessoas portadoras de necessidades especiais, além desta documentação, é necessário apresentar o laudo médico com número de CID da deficiência.
A agência fica localizada na Avenida Castelo Branco, nº 1.601, atende de segunda a sexta-feira, das 8 às 12 horas e das 14 às 18 horas.

Mais direitos garantidos
De acordo com a legislação, as empresas de transporte de passageiros devem reservar em cada veículo duas vagas gratuitas por viagem para idosos. Caso essas vagas já estejam preenchidas, o idoso tem direito a um desconto de 50% no valor da passagem.

O documento que garante esse benefício é a Carteira do Idoso Interestadual destinada a pessoas com 60 anos ou mais, com renda individual de até dois salários mínimos mensais. Nos últimos dois anos, a emissão do documento aumentou 69,5%, somando as carteiras intermunicipais e interestaduais. Em 2020, foram emitidas 1.172, enquanto em 2021, esse número aumentou para 1.987.

Como solicitar
Para os idosos que pretendem obter esses benefícios em viagens intermunicipais ou interestaduais, podem procurar pela Secretaria da Assistência Social de Araguaína, responsável pela emissão do documento.

“É confeccionada na hora, a partir de dados do Cadastro Único. Caso a pessoa não tenha sido inscrita, deverá entrar em contato com o CRAS (Centro de Referência da Assistência Social) mais próximo da sua casa, para ser orientada e encaminhada para inscrição”, explicou a diretora de Proteção Social Básica, Eidila Augusta Mesquita.

Além do Cadastro Único, é necessário comparecer em horário comercial à Secretaria Municipal da Assistência Social, localizada à Rua Humberto de Campos, n° 508, no Bairro São João. Os documentos são: RG, CPF, duas fotos 3×4 recentes, comprovantes de renda e de endereço. (Giovanna Hermice / Fotos: Marcos Sandes)

Continue lendo

Tocantins

PALMAS: Janad Valcari destina emenda para obras de pavimentação da baixada do Aureny III

Publicado

em

A presidente da Câmara de Palmas, vereadora professora Janad Valcari (PODE) destinou parte de suas emendas para a realização de obras de pavimentação asfáltica na baixada do jardim Aureny III, na região sul de capital. Os recursos são oriundos de emendas impositivas que cada parlamentar tem direito e já estão inclusos no orçamento de 2022.

De acordo com a parlamentar, os recursos foram destinados após solicitação dos moradores do bairro que estão convivendo com a falta de infraestrutura no local e que há anos sofrem com a poeira no verão e com a lama no período chuvoso.

A vereadora esteve visitando o bairro e conheceu de perto o sofrimento das famílias. É inadmissível a situação que essas pessoas vivem, pois, aqui é o um dos bairros mais antigos de Palmas e não pode continuar nessa situação.

“Não podemos deixar que o nosso povo continue sofrendo por causa da falta de investimentos do poder público. Quero acreditar que a prefeita fará a pavimentação asfáltica em toda baixada do Aureny III esse ano ainda, pois essa obra, foi motivo de compromisso de campanha eleitoral por parte da atual gestora, porém, ficou no esquecimento após a eleição e os moradores continuaram na poeira no período de seca, e na lama do inverno. Estou fazendo a minha parte como parlamentar, agora a prefeitura tem que fazer a parte que compete a ela”. Frisou Valcari.

Os recursos são oriundos de emendas impositivas que casa parlamentar tem direito e foram destinadas pela presidente da Câmara de Palmas para a realização de obras de infraestrutura na baixada do jardim Aureny III.

Continue lendo
publicidade
publicidade Bronze