Connect with us

Bico do Papagaio

ARAGUATINS: Agricultor é morto dentro de casa e tem carro roubado

Publicado

em

Mais um ato de violência foi registrado em Araguatins, no Bico do Papagaio, nesta sexta, 27. O agricultor Francisco Ferreira da Cunha, de 67 anos, conhecido popularmente como Chichico, foi vítima de latrocínio, em sua propriedade na zona rural.

Chichico foi encontrado morto em cima da cama por volta das 12h30, após vizinhos desconfiarem da falta de movimentação na casa e avisarem parentes, que foram até o local, arrombaram a porta e encontraram o corpo. A suspeita inicial é que o criminoso tenha usada uma foice para cometer o assassinato.

O matador ainda levou o veículo de Chichico, um Chevrolet Agile.

A Polícia Militar e nem a Civil ainda não se pronunciaram sobre o crime.

Segundo informações de amigos, vizinhos, como ele morava sozinho não desconfiaram pois ele costumava sair para visitar amigos e filhos, mas também não era de costume passar tanto tempo fora sem dar notícias, foi quando acionaram um dos filhos do agricultor.

publicidade
FAÇA UM COMENTÁRIO
Atenção: Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: [email protected] que iremos analisar.
Faça um comentário

Bico do Papagaio

ARAGUATINS: Justiça Federal determina que Incra publique portaria de demarcação de território quilombola na Ilha de São Vicente

Publicado

em

A pedido Ministério Público Federal (MPF) a Justiça Federal determinou que, no prazo de 30 dias, o Incra (Instituto Nacional De Colonização e Reforma Agrária) publique a portaria de demarcação do território quilombola da Ilha de São Vicente, localizado no município de Araguatins, no Bico do Papagaio. A decisão foi proferida na última segunda-feira (25).

A Ilha de São Vicente foi reconhecida como território quilombola em 2010, mas a falta de regularização faz com que o local sofra constantemente com invasões e brigas territoriais. Atualmente moram na região 48 famílias quilombolas e 25 ocupantes não-quilombolas, desprovidos dos respectivos títulos de propriedade.

Para o MPF, a omissão administrativa do Incra representa lesão à integridade da posse e da propriedade do grupo tradicional, em contrariedade à Constituição Federal, comprometendo o estabelecimento da identidade cultural dos quilombolas e o exercício de atividades econômicas sobre a terra, além de fomentar a ocorrência de conflitos.

Apesar do longo prazo, desde o início do reconhecimento, a finalização do processo de regularização da terra não poderá ser feita agora devido às restrições de contato social impostas pela pandemia da covid-19, por isso a Justiça Federal determinou inicialmente apenas a publicação da portaria, pois não requer o deslocamento de servidores ao local. Para o procurador da República Thales Coelho “a publicação da portaria representa uma vitória para a comunidade, pois é a retomada do processo que já está na fase final, além de representar mais segurança para as famílias”.

A decisão prevê ainda multa R$ 500 por dia de atraso na publicação da portaria.

Íntegra da ação
Íntegra da decisão

Continue lendo

Bico do Papagaio

AUGUSTINÓPOLIS: Chega a 40 pessoas que contraíram a Covid-19. Metade está curada

Publicado

em

Continue lendo

Bico do Papagaio

ARAGUATINS: Sanitizações continuam acontecendo

Publicado

em

Durante esta semana, mais ações de sanitização aconteceram em Araguatins, município do Bico do Papagaio. A ação é do Governo do Tocantins, por meio do Corpo de Bombeiros Militar e defesa Civil, no enfrentamento ao Covid-19.

A sanitização, determinada pelo governador Mauro Carlesse, visa higienizar locais onde circulam um grande número de pessoas e desta forma eliminar não só o vírus Sars-CoV-2, mas também bactérias e fungos presentes nesses locais.

Estão sento sanitizados, rodoviária, feira, agências bancárias, pontos de ônibus, entre outros.  A higienização ajuda a impedir que o vírus circule, quebrando com isso a contaminação comunitária nesses locais, tornando possível e mais segura a entrada das pessoas nesses espaços públicos.

Continue lendo
publicidade