Durante os dias 26 e 27 de junho, estudantes e professores da rede pública e privada de Araguatins estiverem imersos em temáticas relacionadas à Astronomia e Astronáutica, com a realização do curso Escola do Espaço, na unidade Araguatins, do Instituto Federal do Tocantins (IFTO). O evento reuniu um público de mais de 250 pessoas, contando com a participação de docentes dos estados do Pará e Maranhão, além de cidades vizinhas ao município de Araguatins.

A coordenara do evento, Maristela Tavares Gonçalves, explica que ele foi resultado de um trabalho de meses, tendo uma visita de representantes da Fundação de Ciência, Aplicações e Tecnologias Espaciais (FUNCATE)  em abril, deste ano, para verificação das instalações da unidade Araguatins e no mês de junho sua realização. Segundo ela, o Escola do Espaço trouxe assuntos relacionados à corrida espacial, focando em didáticas inovadoras e ideias para docentes da área e estudantes das licenciaturas. “Foi gratificante ver egressos do IFTO, que atuam na área de docência participando do curso para fins de qualificação, isso demonstra que o IFTO se preocupa com nossos alunos, mesmo após formados e já dispostos no mercado de trabalho” comemorou Maristela.

Nas palestras ou  nas oficinas, os participantes mostravam-se curiosos e atentos a cada informação repassada. Durante a programação foram ministradas as palestras, com os seguintes temas: “50 Anos da Chegada do Homem à Lua” ministrada pelo Dr. José Bezerra Pessoa Filho, do Instituto Tecnológico de Aeronáutica; “O Programa Espacial Brasileiro e Aplicações Espaciais”, Centros de Lançamentos”; “Satélites, Foguetes e Veículos Lançadores”, sendo os três temas ministrados pelo representante da Agência Espacial Brasileira (AEB), Carlos Eduardo Quintanilha Vaz de Oliveira,que atua diretamente na Base de Alcântara e um dos idealizadores de foguetes brasileiros.

Foram oferecidas, ainda, as palestras: “Astronomia em sala de aula” pelo mestre Sidney Maia Araújo e “Desenvolvimento de satélites didáticos pelo doutor Geraldo Magela Couto Oliveira, ambos do CEFET/MG.

Além das palestras, foi realizada a oficina de Dobradura de Foguetes, o Workshop Manual “Mão na Massa” e dobraduras de Foguetes e Satélites e a Oficina Construindo e Lançando Foguetes de Garrafa PET.  Logo após a oficina foi realizado o lançamento dos foguetes.

Para a acadêmica do curso de Licenciatura em Computação da unidade Araguatins, Helisana Barros dos Santos Monteiro, o curso Escola do Espaço possibilitou conhecer um pouco do universo da astronomia e seus conceitos, acrescentando conhecimento à formação dos acadêmicos e contribuindo para o desenvolvimento de trabalhos no campo da ciência.

“O evento Escola no Espaço favoreceu a propagação de um conhecimento nem sempre difundido dentro das escolas que é o estudo de forma didática do campo da Astronomia. Como professora de escola de zona rural, percebi o grande interesse dos meus alunos pelo estudo da Astronomia, assim como pelas disciplinas de áreas afins, após a experiência vivida nos dois dias de eventos”, declarou a professora da Escola Estadual Boa Sorte , Dimária Mikelle.

A realização da Escola do Espaço é um desdobramento do projeto de extensão: “Desenvolvendo a interdisciplinaridade coma inserção de métodos científicos” da unidade Araguatins do IFTO, além disso, faz parte da iniciativa extensiva a Mostra de Pesquisa Cientifica (MPEC). A oferta do curso foi possível graças a uma parceria do IFTO com a Agência Espacial Brasileira (AEB) e Fundação de Ciência, Aplicações e Tecnologias Espaciais (FUNCATE)  e escola Arte de Crescer. (Ascom)

- Publicidade -

FAÇA UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: [email protected] que iremos analisar.