Connect with us

Bico do Papagaio

ARAGUATINS: Suspensão do calendário acadêmico continua provocando insatisfação no IFTO

Publicado

em

Alunos, professores, professoras e o diretor-geral do Instituto Federal de Educação Ciências e Tecnologia (IFTO), câmpus Araguatins, expressaram por meio de nota, insatisfação quanto a decisão do Conselho Superior (CONSUP), quanto a suspensão do calendário letivo de 2020/1.

Veja o que diz a nota:

Alunos, professores, professoras e o Diretor-geral vem em nome da comunidade do Campus de Araguatins, manifestar veemente nossa insatisfação em decorrência da postura e decisão lamentável tomada pelo Conselho Superior do IFTO – CONSUP, quanto a suspensão do calendário letivo de 2020/1 na reunião ocorrida no dia 25 de maio de 2020. As aulas descritas na nossa Instituição são presenciais como explicitado na nossa Organização DidáticoPedagógica – ODP, no entanto, admite-se também as aulas a distância em situações específicas.

Neste momento pandêmico, a decisão quanto a mudança das aulas presenciais para aulas remotas, deveria ser tomada em conjunto com a comunidade acadêmica, não ocorrendo desta forma, uma vez que a mudança no sistema de ensino foi deliberada única e exclusivamente pelo Reitor ANTONIO DA LUZ, gerando à época diversos descontentamentos na comunidade acadêmica.

Nas reuniões do CONSUP acompanhadas pelos servidores no que se refere ao calendário, foram propostas diversas possibilidades de continuidade tais como: a disponibilização de celulares, oferta de recursos financeiros para aquisição do sinal de internet, disponibilização das salas do campus para os professores, tutorial do Google meet, App, WhatsApp e monitoria, além de um trabalho triplicado dos nossos docentes para atender os alunos envolvidos de forma engajada e honrosa e entre outras ações em particular de cada docente.

Dados estatísticos também foram mostrados pela própria Reitoria, de aproximadamente 93% dos alunos do Campus de Araguatins, com acesso as ferramentas digitais. Todas essas iniciativas foram feitas para não ocorrer a interrupção do semestre letivo, o qual já tinha sido concluído 82% do calendário, restando apenas 18% ou 18 dias letivos para sua finalização a contar do dia 01 junho de 2020, sendo estes ignorados e insuficientes para o Conselho Superior deliberar pela continuidade, sendo ofertado por parte do CONSUP tão somente um curso que qualificasse os docentes para aprender a manusear vídeos, manuais e tutorial o que não se aplica, uma vez que as aulas EAD já vinham funcionando como de fato comprovam as estatísticas, ficando claro e evidente que a decisão arbitrária do CONSUP ignorou o relevante esforço e a inteligência dos docentes e discentes do Campus de Araguatins.

Quanto a qualidade do ensino que tanto se falou na aludida reunião do CONSUP, não mostra como os docentes e discentes iriam fazer. Ademais, os docentes mesmo após o curso sugerido, continuariam sem acesso a material de apoio e demais ferramentas digitais de qualidade, a exemplo: salas virtuais e internet ultra rápida entre outros. Interessante destacar que os nossos discentes também não terão um mega computador moderno e muito menos uma internet ultra rápida em um curto espaço de tempo, em outras palavras, a proposta do CONSUP não faz sentido algum, tratando-se apenas de uma fantasiosa proposta apresentada na reunião, o que a torna irrelevante para este momento.

Em relação as práticas dos cursos então questionadas na reunião, existem um consenso entre os professores que estas irão acontecer no retorno das aulas presenciais. Quanto aos alunos que apresentaram dificuldades de acesso, o Campus Araguatins vem trabalhando no sentido de resolver as dificuldades apresentadas conforme a nossa ODP.

Na reunião do Conselho Dirigente – CODIR, ocorrida em 21 de maio de 2020, os dirigentes de cada Campus apresentaram suas particularidades e sinalizaram pela autonomia dos Campi, ficando decidido que o Reitor levaria o tema para discussão e votação na reunião do CONSUP a qual decidiu pela suspensão das aulas remotas, abstendo se os membros daquele Conselho, discutir com profundidade acerca da autonomia dos Campi, o que se denota um descaso quanto ao tema de extrema relevância. Acreditamos que somente com as instituições autônomas e democráticas podemos ser uma instituição de excelência, fora disso é pura especulação.

A discussão que culminou na suspensão do calendário ocorrida durante a reunião do Conselho Superior – CONSUP traz preocupações e mascara outros interesses estrategicamente políticos que vão além do que deveria ser ponto de pauta; irrelevante é ao Conselho os dados apresentados e as realidades de cada Campi ao decidir pela suspensão do calendário há exatos dezoito dias da sua finalização, prejudicando de forma acintosa não só o Campus de Araguatins, bem como os demais Campi que apresentaram um índice satisfatório para se manter o calendário com as aulas remotas.

É importante salientar que os Campi ou o Campus que porventura apresentar dificuldade na condução das aulas no modelo remoto, o Conselho Superior deveria promover soluções e não penalizar todo o IFTO. Particularmente, este Campus comprovou todo o trabalho que já vem sendo feito pelos docentes e discentes quanto a conclusão do ensino no formato remoto e fechamento do semestre letivo.

Notória a decisão arbitrária e prejudicial ao nosso Campus frente ao posicionamento de alguns membros e do presidente do Conselho, que mesmo diante de uma modelo ideal de aulas no formato remoto, a decisão tomada não mudaria, mantendo-se pela decisão da suspenção do calendário acadêmicos ora já decidido com o argumento recorrente de que “somos todos IFTO”.

Concordamos em parte, somos um só Instituto, mas devemos respeitar as particularidades e expertise de cada Campus o que não foi observado quando decidiu-se por suspender o ensino no modelo remoto próximo ao fim do nosso calendário trazendo perdas no ensino–aprendizado dos estudantes.

O Campus de Araguatins entende que a reunião foi legítima, razão esta que respeitamos a decisão deste Conselho, no entanto, discordamos da decisão lamentável que suspendeu o calendário acadêmico, cancelando as aulas no modelo remoto.

Informamos ainda que ficaremos atento e que vamos acompanhar as tomadas de decisões que incidirão no Ensino e Educação do IFTO como um todo e que não toleramos nenhuma prática ou decisão, as quais prejudique a nossa Instituição.

Diretor Geral do IFTO-Campus Araguatins

Professores do IFTO -Campus Araguatins

Alunos do Ensino Superior do IFTO-Campus Araguatins (Engenharia Agronômica, Ciências Biológicas e Computação)

Alunos do Ensino Técnico do IFTO- Campus Araguatins

Pós-Graduação em Desenvolvimento de Sistemas Computacional

Pós-Graduação em Ensino de Ciência da Natureza de Matemática

SINASEFE também se manifestou:

O SINASEFE, Seção Sindical do IFTO, com sede em Araguatins, após análise conjunta realizada em Assembleia Geral, ocorrida na última segunda-feira, 01, vem expressar profunda insatisfação perante a decisão tomada pelo Conselho Superior (CONSUP/IFTO), “decisão de
suspender o calendário acadêmico, ocorrida no último dia 25 de maio, na primeira reunião extraordinária do CONSUP”, pois a referida decisão não representa os anseios das comunidades acadêmicas de cada campus, principalmente de nossa base sindical, desconsiderando suas particularidades e autonomia das unidades, matéria tão defendida pelos Diretores Gerais no Conselho dos Dirigentes (CODIR).

Além disso, cabe destacar alguns apontamentos proferidos durante a última Assembleia Geral:

  1. Os conselheiros não levaram em consideração o resultado da pesquisa realizada no IFTO que apontava pela não suspensão do calendário.
  2. Os docentes, discentes e técnicos se muniram de ferramentas tecnológicas, com adaptação de suas residências e capacitações para prática do ensino a distância, buscando atender satisfatoriamente as ofertas de disciplinas.
  3. Desde o início da pandemia mundial, todos estavam empenhados no cumprimento do calendário, procurando manter a qualidade necessária nas ofertas de disciplinas, adiando a realização das atividades práticas para o pós-pandemia.
  4. O calendário foi suspenso faltando poucos dias para finalização do primeiro semestre letivo de 2020.

Por fim, exigimos respeito e atenção aos anseios das comunidades, levando em consideração a autonomia e particularidades de cada Campus

publicidade
FAÇA UM COMENTÁRIO
Atenção: Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: [email protected] que iremos analisar.
Faça um comentário

Bico do Papagaio

Tocantinópolis e Esperantina tem novas confirmações de óbitos por Covid-19

Publicado

em

Mais duas mortes foram confirmadas como sendo pro Covid-19 no Bico do Papagaio. Os óbitos são nos municípios de Tocantinópolis e Esperantina. As informações são do Boletim Epidemiológico da Secretaria de Estado da Saúde.

O óbito em Tocantinópolis é de um paciente do sexo masculino, de 64 anos, com obesidade, hipertensão e diabetes. Ele faleceu em 27 de agosto, no Hospital Regional de Augustinópolis.

Já a vítima de Esperantina, é mulher de 43 anos, com diabetes e obesidade. O óbito aconteceu no dia 17 de outubro, também no Hospital Regional de Augustinópolis.

Continue lendo

Bico do Papagaio

WANDERLÂNDIA: Carretas batem de frente na BR-153

Publicado

em

Um acidente envolvendo caminhões foi registrado na manhã desta terça-feira (20) na BR-153 entre Wanderlândia e Araguaína, no Bico do Papagaio. Os bombeiros informaram que foram chamados para retirar um corpo preso às ferragens. A pista está totalmente interditada para retirada dos veículos.

A colisão aconteceu próximo de uma ponte sobre o ribeirão Lajes.

A Polícia Rodoviária Federal informou que uma equipe também foi para o local atender a ocorrência. Ainda não há informações sobre o que provocou a colisão, mas chovia no momento do acidente. (G1)

Continue lendo

Bico do Papagaio

ARAGUATINS: Caminhonete capota na TO-404 e vítimas são socorridas

Publicado

em

Nas primeiras horas desta terça-feira, 20, bombeiros militares foram acionados para atender vítimas de um capotamento na TO-404, na rodovia estadual que liga a cidade de Augustinópolis à TO-010, nas proximidades de Araguatins, sede da 3ª Companhia. Um casal estava no carro.

Segundo os militares, o acidente ocorreu por voltas das 7h43, no Km 30 da TO-404. Os ocupantes da camionete foram identificados como José Miranda Barbosa e Maria Olívia Maciel Barbosa. Ambos tiveram apenas escoriações, foram avaliadas pelos socorristas e levados para um hospital em Augustinópolis.

O carro é um pick up branca, com placa de Manaus (AM), que foi parar fora da pista com o capotamento.

Continue lendo
publicidade Bronze