- Publicidade -spot_imgspot_imgspot_imgspot_img
terça-feira, 17 / maio / 2022
- Publicidade -spot_imgspot_imgspot_imgspot_img
- Publicidade -spot_img

Começa o período oficial de praias em Tocantinópolis

Mais Lidas

Diferentemente dos anos anteriores, este ano a famosa Praia do Meio em Tocantinópolis não foi criada artificialmente, ela nasceu naturalmente num local que é um dos cartões postais da cidade, a famosa “Ilha da Santa”. A última vez que esta mesma praia apareceu com as características que propicia segurança aos banhistas foi á 15 anos atrás, ou seja, em 1996. Nesta época a praia vivia lotada todos os dias da semana e foi à alegria dos barraqueiros e banhistas da época.

A deste ano que era pra ter sido inaugurada antes, teve um pequeno atraso devido as modificações realizadas por parte da Prefeitura Municipal que resolveu substituir as famosas barracas de palha de babaçu por tendas armadas no local, o que propiciou uma visão mais turística e ecológica a nova praia. O problema do atraso na inauguração oficial se deu por conta de uma chuva torrencial que caiu na ultima sexta feira, 8, com ventos muitos fortes durante a noite e levou as tendas todas ao chão. Depois disso houve uma corrida contra o tempo para levantar tudo outra vez a fim de inaugurar a nova estrutura.

Com o problema resolvido os banhistas lotaram a praia no domingo, 10, animados pelo grupo de pagode tocantinopolino “Chocolate” que estão se adaptando aos novos tempos e hoje não tocam somente pagode, já cantam em seu repertório todo tipo de músicas o que agradou a todos os que estavam na praia. Nesta praia foram cadastrados oito barraqueiros que por lá atendem aos turistas tanto de Tocantinópolis, quanto os vindos de Porto Franco. Os barraqueiros são: Rita Rogéria Costa, Daiane Martins Borges, Odete de Sousa Araújo, Dáfina C. Carvalho, Ivone Santos Silva, Rosa, Márcia Martins Ferraz e a famosa Loira mais conhecida como “Maurilândia”.

Outra novidade foi o aumento do numero de salva vidas presentes nas duas praias, tanto na beira do rio, como na ilha.

Só que lá nem tudo é maravilha, faltam banheiros, e os preços como acontecia anteriormente quando a praia era artificial estão muitos altos para os padrões dos banhistas locais, que para chegarem até a nova praia pagam o valor de R$ 2,00 para irem e mais R$ 2,00 para voltarem. Sem contar a falta de estrutura de algumas embarcações que transportam os turistas, e na pressa em faturar mais, muitos barqueiros nem se quer impõem o uso dos equipamentos de segurança que são obrigatórios, já tem até reclamações por parte de turistas de que alguns deles ficam enchendo a cara de bebidas na própria praia e em seguida correm para transportar pessoas oferecendo risco aos transportados.

Outra coisa que tem chamado a atenção é o alto valor das cervejas, onde a Kaiser 600ml em garrafa está custando R$ 3,50 e a Skol R$ 4,00. Se fosse na antiga praia do meio teria a explicação dos barraqueiros o alto custo em construir a praia e montar as barracas, só que este ano tudo foi custeado pela prefeitura e sem contar que houve uma baixa muito grande nos valores das cervejas que hoje são encontradas em Tocantinópolis nos bares a R$2,50 a Kaiser e R$3,00 a Skol. Se a pessoal optar por comprar em uma adega os preços caem mais ainda, chegam a custar a R$2,16 a unidade de Kaiser e  R$2,50 a Skol.

Procurados para explicarem o porquê da cobrança, alguns barraqueiros disseram que a caixa de cerveja está chegando até eles na praia a R$ 60,00 a Kaiser e R$ 65,00 a Skol, porque os barqueiros cobram R$ 2,00 para transportar cada caixa de cerveja até lá e também há muitos gastos com gelo e funcionários. Fomos atrás da adega que está fornecendo as bebidas aos barraqueiros que nos informou que a cerveja está sendo repassada a eles a R$52,00 acaixa, deixando um valor de R$ 6,00 sem explicação de para quem está indo este dinheiro em cada caixa. Pressupomos que deve está sendo repassado a prefeitura para custear os valores gastos com o aluguel do motor que gera eletricidade para o local e também o óleo consumido por ele, mas, nenhum dos barraqueiros quis tocar no assunto, e um deles nos informou ainda que lhe disseram que cada um teria que pagar uma taxa de R$ 500 no final da temporada e que isso seria tratado em uma reunião que teriam com os responsáveis por organizar a nova praia.

O que poderá acontecer daqui pra frente é uma invasão de caixas de isopor recheados de bebidas na praia durante este veraneio, já que os preços das adegas estão bastantes atrativos, para incentivar esta situação, porque nem mesmo as mesas e cadeiras no local não foram suficientes para atender a demanda que aconteceu no ultimo final de semana.

Finalizando, a praia do meio há tempos em Tocantinópolis é considerada luxo pelas minorias, que não vale a pena nem ficar procurando explicações a preços e atendimentos feitos por lá que nunca foram lá cinco estrelas mesmo. Para os banhistas “povão” que sempre ficavam espiando do lado de cá os de melhores condições irem para o meio do rio, serve de consolo os preços baixos das bebidas vendidas nos bares da beira do rio, e ainda tem a Praia do Nilson “Antiga Praia do Fernando”, que todos os anos sai muito bonita e também está acompanhando os mesmo preços cobrados nos bares da cidade com Kaiser a R$ 2,50 e Skol a R$ 3,00. (Tocnoticias)

- Publicidade -spot_img
Assinar
Notificar-me
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
- Publicidade -spot_img
- Publicidade -spot_img

Últimas Notícias