- Publicidade -spot_imgspot_imgspot_imgspot_img
segunda-feira, 08 / agosto / 2022
- Publicidade -spot_imgspot_imgspot_imgspot_img
- Publicidade -spot_img

ITAGUATINS: Projeto Histoarte em alusão ao Dia da Consciência Negra e reciclagem é destaque em escola

Mais Lidas

A Escola Municipal Santo Antônio da Cachoeira, da cidade de Itaguatins, no Bico do Papagaio, realizou na sexta, 22, o Projeto Histoarte em alusão ao Dia da Consciência Negra e a Reciclagem como sustentabilidade. Os professores idealizadores foram os professores Naudo Barbosa e Maria de Fátima Alves da Silva.

Segundo os professores, a Consciência Negra foi criada para dar voz aos negros e ressaltar a sua luta contra a discriminação racial. “É muito importante refletirmos sobre a posição deles na sociedade, já que sofrem preconceito até hoje, além de terem sua imagem ofuscada na maioria dos lugares”, disse o professor Naudo Barbosa.

Ainda segundo o professor historiador Naudo Barbosa, no atual cenário nacional de crise, seja econômica ou de política institucional, a população mais pobre e negra do país é a mais atingida, com a perda de direitos. “A quem diga que o Brasil, onde a maioria da população é negra, é um dos países mais racistas do mundo. Não é difícil perceber, é só olhar ao redor. O racismo que está institucionalizado nos diversos espaços, na educação, na saúde, na segurança pública tem que ser debatido e revertido o ano todo, não só em novembro esse contexto atual, apresenta novos desafios para os movimentos socioculturais negros, no momento que atravessamos hoje, quando o racismo está tão forte assim como a intolerância e violência religiosas. Quando enaltecemos esse legado, nós estamos dando uma opção para que as pessoas reflitam. Assim, o Dia da Consciência Negra não é meramente de comemoração, é momento de muita luta e reflexão para apontar caminhos para uma sociedade mais justa e igualitária. Quando enaltecemos esse legado, nós estamos dando condições para que as pessoas reflitam”, disse.

Para a professora Maria de Fátima Alves da Silva uma das idealizadoras do projeto, o homem passou a se preocupar com o meio ambiente quando começou a perceber que suas interferências estavam influenciando a sua qualidade de vida. E dentre os diversos problemas ambientais, ela cita o lixo gerado diariamente nas residências e que pode ser amenizado com a reciclagem.

“Podemos nos questionar e refletir: Em que tipo de mundo queremos viver? Em um mundo minimamente habitável com recursos para prover a nossa existência ou em mundo poluído com tanto lixo acumulado?”, finalizou a professora.

- Publicidade -spot_img
Assinar
Notificar-me
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
- Publicidade -spot_img
- Publicidade -spot_img

Últimas Notícias