- Publicidade -spot_imgspot_imgspot_imgspot_img
segunda-feira, 08 / agosto / 2022
- Publicidade -spot_imgspot_imgspot_imgspot_img
- Publicidade -spot_img

PA: Águia de Marabá e Fortaleza não saem do 0 a 0 na Série C

Mais Lidas

Águia de Marabá e Fortaleza não passaram de um empate na tarde deste sábado, no Estádio Zinho Oliveira, pela abertura da 10ª rodada do Grupo A da Série C do Campeonato Brasileiro. Com o resultado, o Azulão marabaense continua na sexta colocação da competição nacional, com 13 pontos, enquanto que o Leão cearense se garantiu na segunda posição do G4 que garante vaga à fase seguinte do torneio, com 21 pontos. As outras partidas de domingo podem mudar a posição dos clubes na classificação.

Na 11ª rodada da Terceirona, o Águia joga fora de casa, no próximo domingo, contra o Cuiabá, no Estádio Presidente Dutra, a partir das 16h, enquanto que, no mesmo dia, o Fortaleza recebe o Luverdense, no Estádio Presidente Vargas, às 17h.

Águia pressiona no primeiro tempo. Fortaleza melhora no final

Disposto a esquecer a goleada por 6 a 1 sofrida diante do Santa Cruz, o Águia de Marabá partiu para cima do Fortaleza desde os primeiros minutos. Nem bem a partida começou e Ivonaldo bateu cruzado da direita, a zaga cearense afastou e quase o meia Juliano abre o placar. Aos oito, mais um lance de perigo marabaense. Flamel, um dos destaques do jogo, limpou a marcação e chutou por cima do gol de Lopes.

O Águia tinha domínio total do embate, mas pecava na finalização. Os atacantes Branco e Wando não conseguiam aproveitar as chances. Jogando fora de casa, o Fortaleza usava a mesma tática usada diante do Paysandu, quando acabou vencendo por 1 a 0, em Belém. Na base da paciência, o Tricolor do Pici tinha quase que seus 11 jogadores marcando no campo de defesa, aproveitando para sair no contra-ataque.

Aos 25 minutos, a grande chance do Fortaleza na partida. Se pelo chão a coisa não estava dando certo, o jeito era arriscar nas bolas paradas. Guto cobrou falta no canto superior esquerdo, mas Marcelo Cruz se esticou como pôde e fez uma grande defesa. Animado com o lance, o Leão melhorou na partida e equilibrou as ações no meio-campo. No final do primeiro tempo, Jailson foi lançado por Geraldo, que chutou, mas a bola foi para fora. Passou bem perto.

Atacantes não conseguem achar o caminho do gol

O Fortaleza voltou dos vestiários com outra postura, pressionando o Águia com as jogadas da dupla Jackson e Geraldo. Logo com quatro minutos, Waldison recebeu cruzamento de Guto, mas chutou para fora. Nervoso, o time do técnico João Galvão fazia inúmeras faltas e recebeu dois cartões amarelos seguidos, para a ira do torcedor aguiano que, apesar de não comparecer em grande número ao Estádio Zinho Oliveira, é conhecido por ser bastante exigente.

Aos 16 minutos, mais um lance de perigo do Tricolor de Aço. Geraldo lançou Jailson, que deixou para Waldison. Ele chutou e a bola quase entra. Marcelo Cruz, mais uma vez, conseguiu evitar o gol dos visitantes. Percebendo a inércia do ataque e atendendo aos pedidos da torcida, Galvão colocou em campo o veloz atacante Perí, que deu uma dinâmica melhor ao setor ofensivo do Azulão, que aos 30 minutos quase marcou, quando Ivonaldo arrancou pela direita, ganhou a disputa com Guto e encheu o pé. A bola passou perto da meta do Fortaleza.

O técnico Vica também decidiu mudar, mas foi logo radical, tirando seus dois atacantes, Waldison e Jailson, para a entrada de Assisinho e Ray. Porém, o placar insistia no 0 a 0. Nos minutos finais, o Águia ainda insistiu, tentando a vitória, mas o Fortaleza conseguiu se segurar na defesa. (Globo Esporte)

- Publicidade -spot_img
Assinar
Notificar-me
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
- Publicidade -spot_img
- Publicidade -spot_img

Últimas Notícias