Connect with us

Bico do Papagaio

SÃO MIGUEL: Já no final do mandato, prefeito Dino (PSD) é cassado por barganhar com empresário

Publicado

em

6362_427798350622197_1957231522_n

O juiz da 11ª Zona Eleitoral, Baldu Rocha Giovannini, cassou o mandato do prefeito de São Miguel do Tocantins, Francisco de Sousa Lopes, conhecido como Dino e seu vice, Valdecy Pereira dos Santos, por captação ilícita de sufrágio, declarou sua inelegibilidade por 8 anos e aplicou multa no valor de R$ 30.000,00(trinta mil reais).

A Ação de Impugnação de Mandato Eletivo foi movida pelo segundo colocado no pleito de 2012, Alberto Loyola Gomes Moreira, e seu vice, Renildo Alves Silva. Os dois denunciam que Dino teria assinado um termo de acordo com o empresário, João Gonçalves de Andrade, onde este se compromete a ajudar financeiramente na campanha de Dino, em troca de caso vencesse a eleição, os serviços de limpeza pública na cidade de São Miguel, abastecimento dos veículos da Prefeitura e diversos cargos públicos, fossem repassados ao empresário.

Na Ação, Alberto Moreira apresentou cópia do termo de compromisso firmado entre Dino e João Gonçalves, juntamente com duas notas promissórias assinadas diretamente por Dino no valor de R$ 22.000,00 (vinte e dois mil reais) e a outra no valor de R$ 18.000,00 (dezoito mil reais).

O juiz Baldu Rocha acolheu os atos de captação ilícita de sufrágio que é uma das espécies de do gênero corrupção eleitoral, por meio de cooptação do empresário João Gonçalves que se declarou comprometido a apoiar Dino por cessão do contrato de limpeza pública da cidade e cargos na Administração do Município de São Miguel do Tocantins.

Baldur Rocha determinou que a presidente da Câmara de Vereadores, Yanes Neves, tome as providências para o cumprimento da sentença declarando a vacância no cargo de prefeito e vice.

Aliados de Dino informaram ao webjornal Folha do Bico, que o gestor vai recorrer da decisão.

publicidade
FAÇA UM COMENTÁRIO
Atenção: Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: [email protected] que iremos analisar.
Faça um comentário

Bico do Papagaio

DARCINÓPOLIS: Ação dos bombeiros impede que fogo destrua caminhão

Publicado

em

A intervenção dos bombeiros militares do 2º Batalhão, em Araguaína, foi fundamental no combate ao incêndio em uma carreta na madrugada desta segunda-feira, 23. O caminhão Volvo FH 440, com placa MSK 1321 – Ananindeua – PA, estava na Rodovia Belém-Brasília, na BR 153, altura do município de Darcinópolis, quando o motorista Renan Martins de Oliveira percebeu as chamas no conjunto de rodas da parte traseira.

Apesar da distância, cerca de 80km de Araguaína, os bombeiros militares chegaram a tempo e combateram o sinistro, evitando que as chamas se alastrassem a destruíssem a carreta.

O fogo se limitou ao conjunto de rodas traseiras do caminhão, que teve o combate concluído após cerca de três horas de ação. (Luiz Henrique Machado)

Continue lendo

Bico do Papagaio

ARAGUATINS: Homem de 28 anos morre em acidente entre Pálio e moto

Publicado

em

Na noite deste domingo, 22, um acidente nas mediações da rotatória da rodovia Transamazônica (BR-230), no distrito Transaraguaia, deixou uma vítima fatal.

Um veículo Fiat Pálio colidiu com uma moto Honda XLR, placa de Araguaína, onde seu condutor, Elielson Vitalino dos Santos, de 28 anos, veio a óbito. O motorista do Pálio fugiu em prestar socorro.

O local do sinistro foi isolado e a perícia acionada, além do Instituto Médico Legal (IML) para remoção do corpo.

Continue lendo

Bico do Papagaio

ADAPEC alerta produtores sobre prazo para vacinação de rebanho contra aftosa

Publicado

em

A Agência de Defesa Agropecuária (ADAPEC), alerta os produtores rurais para ficarem atentos ao prazo final para vacinação contra a febre aftosa que encerrará na próxima segunda-feira, 30 de novembro. Nesta segunda etapa são obrigados a vacinar, especificamente, os bovídeos (bovinos e bubalinos) de 0 a 24 meses de idade, declarados na 1º etapa de maio. A expectativa é vacinar 4 milhões de animais, dos mais de 8,8 milhões existentes.

Segundo a ADAPEC, o produtor deve adquirir a vacina em loja licenciada e após a vacinação dos animais ele tem o prazo até o dia 31 de dezembro para realizar a comprovação do ato nas unidades da Agência, apresentando nota fiscal de aquisição da vacina e a carta-aviso. É importante destacar que mesmo os produtores rurais que não possuem animais nesta faixa etária em suas propriedades devem declarar o rebanho junto ao órgão.

Devido aos cuidados de prevenção à Covid-19, é necessário agendar o atendimento para evitar aglomerações, os telefones estão no site adapec.to.gov.br. E quem deixar de vacinar os animais pagará multa de R$ 5,32 por animal e R$ 127,69 por propriedade não declarada, além de outras sanções previstas na legislação.

Índice vacinal

O Tocantins sempre tem alcançado nas campanhas anuais altos índices de coberturas vacinais. Na primeira etapa da campanha, realizada em maio deste ano, foram vacinados 8.670.975 bovídeos, perfazendo um percentual de 98,71%. O total de animais teve um aumento de 3,64% em relação à última etapa de vacinação contra aftosa ocorrida em novembro de 2019, passando de 8.493.825 para 8.803.708 animais.

Continue lendo
publicidade Bronze