Connect with us

Bico do Papagaio

Técnicos e produtores de maracujá no Bico podem participar de capacitação do RURALTINS esta semana

Publicado

em

O Instituto de Desenvolvimento Rural do Tocantins (RURALTINS), está apostando na cadeia produtiva do maracujá, fruta tropical nativa, com a finalidade de impulsionar a produção no Estado. Para isso, o órgão rural, com o apoio de parceiros, tem realizado capacitações de técnicos e produtores para o desenvolvimento da atividade como alternativa de produção e comercialização da fruta.

De acordo com dados do Censo Agropecuário do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) 2017, no Bico do Papagaio, os municípios de Xambioá, Esperantina, Itaguatins e Luzinópolis, estão entre os grandes produtores do fruto no Tocantins, ao lado de Nova Olinda, Dianópolis, Aragominas e Araguaína. A área colhida total do Tocantins é de 49 hectares, em 70 estabelecimentos rurais. Anualmente, a sua produção chega a 378 toneladas. No cenário mundial, o Brasil é o primeiro produtor mundial da fruta.

De quarta-feira, 10, a sexta-feira, 12, de 9 às 11 horas, o RURALTINS vai realizar uma capacitação on-line, pelo canal do Youtube, https://www.youtube.com/channel/UCZUCptjn38W5UEXCsCd7ikw, sobre o cultivo de maracujá. Com inscrições abertas ao público, o número de inscritos já supera os 170 participantes, dentre eles técnicos, produtores rurais e acadêmicos. Para participar, o interessado pode se inscrever no link https://forms.gle/ZuahHG9dkRg3TvRLA .

Estas formações tiveram como objetivo qualificar os técnicos do órgão, para serem multiplicadores de novas tecnologias em todas as regiões do Tocantins.

Já a proposta desta capacitação, conforme explica o diretor de Ciência, Pesquisa e Inovação, Kin Gomides, é específica para o produtor com foco na produção e no mercado. “Vamos abordar sobre a visão de negócio do maracujá na parte mais porteira para fora. O objetivo nosso é inserir o produtor nesse universo da comercialização de maracujá no Estado, o que é de consumo interno e o que é potencial para gente desenvolver e como organizar os arranjos produtivos de forma que a logística de produção e comercialização tenha mais efetividade. Para isso, a gente já está mapeando as agroindústrias de processamento de frutas já existentes e tentando viabilizar os planos de produção em torno da demanda dessas agroindústrias já existentes de forma a fomentar a produção da matéria prima e também alavancar o desenvolvimento da produção de maracujá no Tocantins”.

Programação

Na programação, José Rafael da Silva, do Viveiro Flora Brasil, inicia a capacitação com orientações sobre o cultivo da fruta, uso de mudas de qualidade e produção de mudas, plantio, sistema de condução, polinização e colheita.

No segundo dia, a palestra é com o pesquisador da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (EMBRAPA) Raul Castro Carriello, que vai abordar a seleção local de variedades; plantio consorciado, nutrição da planta; e pragas, doenças e seus controles.

No terceiro e último dia de curso, os participantes recebem orientação sobre irrigação do maracujazeiro, com o gerente de projetos da Borrachas Confiança, Marcelo Lucena; custos de produção (análise financeira e comercialização), com o engenheiro agrônomo do RURALTINS, Delmácio Antunes; encerrando com o processamento da fruta na agroindústria, com o engenheiro agrônomo da Secretaria de Estado da Agricultura, Pecuária e Aquicultura, Robson Santos. (Com informações de Edvânia Peregrini)

publicidade
FAÇA UM COMENTÁRIO
Atenção: Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: [email protected] que iremos analisar.
Faça um comentário

Bico do Papagaio

ARAGUATINS: Saiba os locais para subscrever abaixo-assinado contra aumento de tarifas do SEMUSA

Publicado

em

O movimento popular que vem organizando um abaixo-assinado, para ingressar junto os órgão de defesa do consumidor e de fiscalização e controle, contra o aumento das tarifas e taxas do Serviço Municipal de Saneamento (SEMUSA), reajustadas em até 171%, disponibilizou 6 pontos de cometa de assinatura. Qualquer morador da cidade pode participar, basta se dirigir a um dos locais, com documentos pessoais, nos seguintes horários: das 8 às 11 horas e das 13 às 17 horas até sexta-feira, 28.

Os locais para o acolhimento de assinaturas são:

  • Departamento de Administração da Câmara Municipal das 8:00hs ao meio dia.
  • Comercial Negreiros na Avenida Araguiaia próximo ao Cruz.
  • Farmácia Bianca, rua Bartolomeu, esquina com a rua F, N°2582. Próximo a Rádio Sucesso FM.
  • Comercial Esquinão, Avenida Quintino Flutuoso, divisa com a Vila Madalena e Vila Miranda.
  • Adega 5 irmãos, Alameda 3, ao lado do Comercial Sandes Vila Cidinha.
  • Casa do Sr. Chico Nunes, na rua Dom João Sexto esquina com a rua C, próximo a Creche abandonada. N°1867
Continue lendo

Bico do Papagaio

ARAGUATINS: MP instaura inquérito sobre aumento de tarifas no SEMUSA

Publicado

em

Após os usuários do Serviço Municipal de Saneamento de Araguatins (SEMUSA), serem pegos de surpresa com aumento em tarifas e taxas que chegam a até 171%, determinadas pelo prefeito, Aquiles da Areia (PP), o Ministério Público resolveu instaurar um Inquérito Civil.

Segundo o MP, a medida visa verificar os critérios utilizados pelo prefeito para determinar o aumento das tarifas, que vem sendo consideradas abusivas pelos consumidores.

Um grupo de populares também organiza um abaixo-assinado para provocar o PROCON a tomar providências. Um dos líderes do movimento popular, Marcelo Coelho, diz que a população até entende que é necessário o aumento, por conta dos insumos terem aumentado, porém questiona o aumento abusivo e desproporcional, muito acima do normal, e pede que os órgãos de defesa, ajudem a fazer valer os direitos dos consumidores. Coelho ainda lembra que não foi apresentado nenhum plano de melhorias no sistema que justifique um reajuste no patamar que foi feito.

Continue lendo

Bico do Papagaio

Amélio Cayres solicita a implantação do “Auxílio Enchente” para famílias atingidas pelas cheias

Publicado

em

Durante a sessão extraordinária desta terça-feira, 25, o deputado estadual Amélio Cayres (SD), solicitou o envio de expediente ao governador do Estado, em regime de urgência, requerendo a implantação do “Auxílio Enchete” para ajudar famílias que foram prejudicadas pelas chuvas fortes em todo o estado e que tiveram suas moradias alagadas pelas cheias dos rios.

Segundo o projeto, o auxílio seria pago em parcela única a partir deste mês e perdurar por até 60 dias, ou conforme esteja a situação e o nível das chuvas. Caso o auxílio seja aprovado, os beneficiados precisarão ser cadastrados pelas prefeituras dos municípios.

“Essa solicitação pelo auxílio é para que as pessoas possam se reintegrarem, voltar para as suas residências e dar a elas o mínimo para que possam realmente reerguer o que foi perdido pelas enchentes”, afirma o parlamentar.

Conforme o Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), o Tocantins teve o nível de alerta de tempestades elevado para laranja, sendo o segundo mais grave na escala utilizada pela instituição. Devido ao aumento no nível das chuvas, a Usina de Estreio, na região do Bico do Papagaio, teve elevação no volume, atingindo municípios como Tocantinópolis, Itaguatins, Maurilândia, São Miguel do Tocantins, entre outros.

Continue lendo
publicidade
publicidade Bronze