Connect with us

Bico do Papagaio

TOCANTINÓPOLIS: Acusado de tentativa de feminícidio é absolvido

Publicado

em

O juiz Helder Carvalho Lisboa absolveu Alessandro Silva Costa, acusado de tentativa de feminícidio contra sua esposa, Janice Rodrigues Marques, em Tocantinópolis. A decisão foi dada na Ação Penal de Competência do Júri proposta pelo Ministério Público Estadual (MPE-TO).  “As provas colhidas relativas à autoria do crime de lesão corporal são duvidosas e conflituosas”, ponderou o magistrado, titular da 1ª Vara Criminal da Comarca do Município.

Inicialmente acusado de tentativa de homicídio qualificado com porte de arma de fogo, Alessandro ficou livre das acusações após a mudança no depoimento da vítima, segundo os autos. “Assim, sendo, a palavra da vítima é essencial para esclarecimento dos fatos e deve ser analisada em conjunto com as demais provas.”


Também de acordo com os autos, assim que a PM chagou na residência do acusado, a vítima Janice havia saído correndo de dentro do imóvel, com um corte sangrando na testa, alegando que Alessandro a havia agredido e efetuado dois disparos contra ela, e este, por sua vez, a perseguia com uma arma de fogo em mãos, identificada por um dos PM como sendo um revolver. Porém, quando interrogada, Janice disse estar alcoolizada e que teria tentado agredir o acusado, que a empurrou na tentativa de se defender e ela acabou indo de encontro à pia da cozinha, o que teria causado o corte na testa. Ouvido em juízo, um policial militar afirmou que a vítima não estaria falando “coisa com coisa”.

Arma de fogo

Ainda segundo os autos, a vítima também disse em registro que não se recordava de nada após a chegada dos policiais, nem mesmo se Alessandro possuía ou não alguma arma de fogo.

Em relação ao porte de arma de fogo, o juiz Helder Carvalho ressaltou que “não há prova firme no sentido de imputar ao acusado a prática dos fatos narrados na denúncia referente aos delitos de posse, porte ou até mesmo disparo de arma de fogo”. O juiz ressaltou ainda que os policiais que participaram da investigação não puderam garantir que o acusado possuía, portava uma arma de fogo ou tenha realizado disparo, inclusive nenhuma cápsula foi apreendida.

“Diante disso, a inexistência de provas concretas de que o acusado possuía uma arma de fogo, é de se proceder à absolvição das condutas tipificadas nos artigos 12 e 14 da Lei nº 10.826/03, com fundamento no artigo 386, VII, do Código de Processo Penal, uma vez que não restou comprovada a materialidade e autoria dos delitos imputados ao acusado”, determinou o juiz Helder Carvalho. (Yasmin Oliveira)

publicidade
FAÇA UM COMENTÁRIO
Atenção: Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: folhadobico[email protected] que iremos analisar.
Faça um comentário

Bico do Papagaio

ARAGUATINS: Ação conjunta das Polícias resulta na apreensão de drogas e prisão de traficante

Publicado

em

No final da tarde desta sexta-feira, dia 26, policiais civis da 10ª Delegacia de Araguatins, coordenados pelo delegado Thyago Busttorf, com apoio de policiais militares da Força Tática efetuaram a prisão de um homem de 28 anos. Suspeito pela prática do crime de tráfico de drogas, o indivíduo foi capturado no momento em que entrava em Araguatins trazendo consigo várias porções de maconha e crack.

De acordo com a autoridade policial, a ação foi deflagrada depois que os investigadores da PC-TO obtiveram informações de que um homem estaria vindo do Estado Maranhão, trazendo quantidade significativa de entorpecentes.  “Com base nas informações levantadas, nossas equipes da 10ª DP, com auxílio da Força Tática, montaram barreiras nas entradas de Araguatins, quando interceptaram o homem que conduzia uma motocicleta”, disse a autoridade policial.

Após buscas, os policiais encontraram em poder do homem várias porções de crack e cocaína. Desse modo, o indivíduo foi preso, em flagrante, por tráfico de drogas. Conduzido à Central de Atendimento da Polícia Civil, o homem foi submetido a realização dos procedimentos legais cabíveis e, em seguida, recolhido à Cadeia Pública Municipal, onde permanecerá à disposição do Poder Judiciário. (Rogério de Oliveira)

Continue lendo

Bico do Papagaio

Wanderlândia e Darcinópolis perdem doses de vacina Covid

Publicado

em

O Ministério Público do Estado do Tocantins (MPTO), por meio do Centro de Apoio Operacional da Saúde (CaoSaúde), fiscalizou os municípios de Wanderlândia e Darcinópolis, no Bico do Papagaio, para verificar o andamento da campanha de vacinação contra a Covid-19, e apurou que os entes municipais, perderam dezenas de doses de vacina da Pfizer.

Juntas, Wanderlândia e Darcinópolis perderam 124 doses de vacinas que deixaram de ser aplicadas. O promotor de Justiça Rui Gomes Pereira da Silva Neto esclareceu que o pedido de inspeção decorreu da necessidade de se averiguar a regularidade da campanha de vacinação. 

Ele explicou sobre a importância do apoio técnico e operacional do CaoSaúde. “O relatório do CaoSaúde é uma base técnica essencial para se aferir possíveis dificuldades enfrentadas pelos municípios no recebimento e disponibilização das vacinas, e contribui com a prestação eficiente do serviço de saúde”, informou o Dr. Rui.

Como encaminhamento, o CaoSaúde enviará os relatórios das fiscalizações às Promotorias de Justiça das comarcas para que os promotores tomem as providências necessárias em relação à campanha de vacinação contra a Covid-19, a fim de que os municípios evitem a perda de imunizantes.

Continue lendo

Bico do Papagaio

Assembleia segue calada após “pito” de Auri

Publicado

em

Mais de 24h depois das duras críticas feitas pelo prefeito de Axixá, Auri-Wulange Ribeiro (PSL), a Assembleia Legislativa do Tocantins (ALETO), não se manifestou e parece admitir as afirmações feitas pelo gestor biquense.

Por conta das especulações de uma suposta articulação de impeachment do governador afastados, Mauro Carlesse (PSL), Auri foi duro, nominalmente chegou a citar apenas o deputado Júnior Geo (PROS), como o único a ter credibilidade para falar no assunto. Aos demais, o prefeito biquense não poupou críticas aos deputados que particparam da reunião na residência de Amélio Cayres (SD), para discutir sobre a situação e conjuntura do estado e a admissibilidade do impeachment.

Entre outras coisas, Auri disse que os deputados fazendo uma espécie de motim, com aspecto de golpe, aproveitando de uma situação que pode ser transitória para poder tirar vantagens imediatas da estrutura do governo. O prefeito de Axixá ainda apontou, que graças a Carlesse, alguns parlamentares poderiam estar presos, “Se também não tivessem tido a ajuda de Carlesse, uma boa parte destes que tentam tirar ele, estariam atrás das grades, porque o governador comprou uma briga que não era dele, que era de alguns deputados”.


Auri também afirmou que os deputados agem de forma traiçoeira e covarde. “De forma traiçoeira e sorrateira, aqueles que abraçavam o governador, o bajulava 24 horas e que foram ajudados de todas as formas e maneiras, hoje, covardemente, tenta articular sua derrubada. A má intenção, a forma covarde com que vem agindo, nos causa repugnância, nos envergonha como político que somos. Nos fazem repensar nosso futuro político”.

A grande questão, é que as falas, não partiram de um eleitor qualquer ou de um cidadão comum. As opiniões partiram de um prefeito em pleno exercício de mandato, que já foi secretário extraordinário de Governo e presidente de Associação de Municípios.

Continue lendo
publicidade
publicidade Bronze