Connect with us

Bico do Papagaio

XAMBIOÁ: Coordenadora Nacional do Sub-registro abre mutirão da Cidadania

Publicado

em

“Para que os brasileiros tenham acesso às políticas públicas é preciso ter a Certidão de Nascimento. A erradicação do Sub-registro é umas das metas do Governo Federal, com a parceria do Governo do Tocantins mobilizaremos diversos municípios tocantinenses”, disse a coordenadora Nacional do Registro Civil de Nascimento, da Secretaria de Direitos Humanos da Presidência da República, Luana Alves Sampaio Cruz Bottini, na manhã desta terça-feira, 2, durante a abertura dos trabalhos do Mutirão de Sub-registro que estão sendo realizados no município de Xambioá.

Para o secretário da Cidadania e Justiça, Carlos Alberto Dias de Moraes, o princípio da cidadania é ter acesso à documentação básica. “A educação é a arma poderosa para mudarmos o mundo. De que maneira mudar o mundo se as nossas crianças não têm a documentação básica para frequentar à escola?. Por essa razão, o Governo do Estado por meio da Secretaria da Cidadania e Justiça está empenhado para diminuir o índice de sub-registro para 5% até o final do ano de 2010”, afirmou o secretário.

A cidade de Xambioá, município onde aconteceu a Guerrilha do Araguaia, no final da década de 1960 a 1974, está recebendo nesta terça e quarta-feira, 2 e 3, as equipes do Mutirão do Sub-registro. Segundo dados do IBGE de 2009, o município possui cerca de 11 mil habitantes. Também serão beneficiados com a ação indígenas da região e moradores dos municípios de Carmolândia, Araguanã e Piraquê.

Depoimentos de famílias inteiras sem a Certidão de Nascimento, como o de Ismael Brito dos Santos, nascido em julho de 1940, pai de três filhos, foram apresentados para a representante do Governo Federal, Luana Cruz. “É triste o fato de sabermos que em nosso país ainda nos deparamos com realidades como o de Israel. Casos como esse é a prova que estamos no caminho certo para levar o acesso às políticas públicas a pessoas que mais necessitam”, concluiu Luana Cruz.

“Fui criado à vida toda por um tio, sempre vivi na roça e nunca frequentei a escola. Meu tio conta que eu nasci aqui na região de Xambioá. Hoje eu sei a importância da Certidão de Nascimento, tive três filhos, mas não pude registrar porque eu não tenho documentação. Não quero que milha família sofra como eu sofri, por isso procurei saber dos meus direitos”, relatou Israel, para as autoridades presentes na abertura do mutirão em Xambioá.

Também esteve presente na solenidade de abertura do mutirão: a prefeita municipal de Xambioá, Ione Leite; a coordenadora Estadual da campanha de Sub-registro no Tocantins, Eunice Gomes; o superintendente de Direitos Humanos do Tocantins, Crimério Pacheco, entre diversas outras autoridades locais.

Estão sendo oferecidos gratuitamente serviços de emissão de Certidão de Nascimento, expedição de Carteira de Identidade, CPF, Carteira de Trabalho, Título Eleitoral, 2ª Vias, 1º e 2ª vias de Certidão de Nascimento, fotos 3X4 e cópia de documentos pessoais. Diversas palestras e atendimento odontológico.

Mutirão

O mutirão está sendo realizado pelo Governo do Estado por meio da Secretaria da Cidadania e Justiça, numa ação conjunta com o Governo Federal por meio da Secretaria Especial dos Direitos Humanos, através do Convênio nº. 700.227/2008/SEDH/PR.

Esta ação faz parte da grande mobilização nacional pela Certidão de Nascimento e Documentação Básica, que tem o objetivo de ampliar o acesso da população à documentação. Em 2009, as equipes do Comitê do Sub-registro visitaram todos os municípios do Estado para mobilizar os gestores e identificar as áreas onde residem as pessoas que estão sem a documentação. (Deydjane da Luz)

publicidade
FAÇA UM COMENTÁRIO
Atenção: Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: [email protected] que iremos analisar.
Faça um comentário

Bico do Papagaio

ARAGUATINS: Sr. Quincas morre aos 97 anos

Publicado

em

Faleceu na sexta, 27, um dos pecuaristas mais respeitados de Araguatins, no Bico do Papagaio, Joaquim José de Araújo, mais conhecido como Sr. Quincas. Ele faleceu de causas naturais aos 97 anos.

O velório está acontecendo em sua residência, na Avenida Siqueira Campo, 475, no centro da cidade.

O sepultamento será às 17h, no Cemitério Municipal.

Continue lendo

Bico do Papagaio

ARAGUATINS: Eliane Aguiar Empreendimentos Imobiliários inaugura sede neste sábado, 28

Publicado

em

A Eliane Aguiar Empreendimento Imobiliários inaugura neste sábado, 28, sua unidade situada na cidade de Araguatins, no Bico do Papagaio. A estrutura, localizada na Rua Floriano Peixoto, nº 982, Centro, atenderá as demandas da cidade e também da região.

Conforme a proprietária, Eliane Aguiar, a unidade faz parte do projeto de crescimento do mercado imobiliário em Araguatins e também da empresa, que vem conquistando espaço importante na região, como uma das mais atuantes no setor. “Pensamos em atender bem os clientes, dando mais comodidade, aliado a necessidade de apostar e acreditar em Araguatins, que já requer algo desse porte”, disse a empresária.

A inauguração acontecerá às 19h30 e será aberta a comunidade.

Continue lendo

Bico do Papagaio

Imagens de flat e boate contradizem depoimento de modelo que acusa Irajá de estupro

Publicado

em

A pedido da defesa do senador Irajá Abreu, a boate Café de la Musique e o hotel La Residence entregaram à Justiça de São Paulo imagens que mostram o parlamentar acompanhado da modelo Hellen Haas na noite do último dia 22 e também da madrugada do dia 23.

Ao acusar Abreu de estupro, a modelo alegou ter sofrido um “apagão” e recobrado a consciência “já com o investigado em cima de si, mantendo conjunção carnal”.

Ao se manifestar nos autos do inquérito, o advogado Daniel Bialski afirma que a versão de Haas “não condiz com a realidade”.

“Todas as imagens de CFTV requisitadas, de todos os locais em que estiveram naquela data, revelam justamente o contrário, ou seja, de que eles chegaram de mãos dadas, caminhando tranquilamente, e, mais que isso, mostrando que ela manuseara seu celular, conduta incompatível com alguém que estaria alegadamente sem a capacidade e  discernimento de seus atos.”

O advogado acrescenta que o exame de corpo de delito de Irajá também rebate a tese de que houve luta corporal e que a modelo se recusou a entregar o celular, cujo conteúdo pode ajudar a “esclarecer detalhes ainda não totalmente esclarecidos” do episódio. (O Antagonista)

Continue lendo
publicidade Bronze