- Publicidade -spot_imgspot_imgspot_img
terça-feira, 16 / julho / 2024

- Publicidade -spot_imgspot_imgspot_imgspot_img
- Publicidade -spot_imgspot_imgspot_imgspot_img

ARAGUATINS: capacitação atualiza protocolos clínicos de atendimento antirrábico

Mais Lidas

O Município de Araguatins, através da Secretaria Municipal de Saúde de Araguatins, por meio da Vigilância em Saúde, sediou nessa quarta-feira, 22, uma capacitação em atualização dos protocolos clínicos de atendimento antirrábico humano e ações de vigilância, prevenção e controle da raiva humana e animal promovida pelos técnicos da Secretaria de Estado da Saúde e da Agência de Defesa Agropecuária do Tocantins (ADAPEC). O objetivo do curso foi sensibilizar e capacitar os profissionais no atendimento antirrábico humano e nas ações necessárias para a vigilância da raiva.

Participaram da capacitação médicos, enfermeiros, coordenadore de Vigilância em Saúde, Vigilância epidemiológica, Atenção Básica, gerente de Imunização, agentes comunitários de Saúde, agentes de Combate às Endemias, técnicos das Salas de Vacina, veterinário e profissionais da ADAPEC.

“Este conhecimento é essencial dentro das Unidades de Saúde, pois uma situação de agressão por animais pode acontecer a qualquer momento e em qualquer lugar. Por isso é muito importante que nossos colaboradores estejam preparados”. “E neste ano, a equipe da Vigilância em Saúde conta com o reforço de um médico veterinário que dará apoio as ações de vigilância”, esclarece Ruy Matos Oliveira Secretário Municipal de Saúde

“O curso veio acrescentar em muito na nossa rotina, trazendo novidades e atualizações na abordagem ao paciente, e também para a nossa vida profissional “ – explicou a coordenadora de Vigilância em Saúde Alessandra Pereira de Sousa.

De acordo com o Agente de Vigilância Epidemiológica José Hélio Silva Gonçalves, procurar orientação nos postos de saúde, ainda é a melhor recomendação para as pessoas que sofreram agressão, pois a busca do tratamento independe da vacinação dos animais. “A vacinação anual para cães e gatos evita a doença neles e a sua transmissão para o homem, porém para o homem é obrigatório buscar o atendimento a cada agressão”.

A capacitação foi ministrada pelos Médicos Veterinários Iza Alencar (SES), José Emerson e Raydleno Mateus (ADAPEC). (ASCOM Saúde)

- Publicidade -spot_imgspot_imgspot_imgspot_img
- Publicidade -
- Publicidade -spot_imgspot_imgspot_imgspot_img

Últimas Notícias