A Diretoria Regional de Educação (DRE) de Araguatins realiza nesta quarta-feira e quinta-feira, 31, o II Encontro de Formação em Educação Especial direcionado aos professores da sala de recurso, professores auxiliares e coordenadores pedagógicos da rede estadual e municipal de ensino.

Nesta quarta-feira, 30, ocorreram as seguintes palestras: Um olhar inclusivo e suas diferentes formas de aprendizagem, ministrada pela gerente de Educação Especial da Secretaria de Estado da Educação, Juventude e Esportes (Seduc), Paola Regina Martins; e Deficiência Visual, com a técnica da Educação Especial da Seduc Regina Martins Bruno.

Já na quinta-feira ocorrerá a palestra: Papel do Professor Auxiliar e Professor da Sala de Recursos à luz da legislação, com a professora da Sala de Recursos Multifuncionais do Colégio Dom Orione, DRE de Tocantinópolis, Rosinalva Carneiro da Silva Magalhães. Também serão apresentadas sugestões de Plano Anual PDI e fichas de registro, além da apresentação de recursos pedagógicos.

A professora intérprete de Libra do Colégio da Polícia Militar – Unidade VI, Rosy Mikaely Gomes da Silva, pontuou que o encontro promove novas experiências para os profissionais que atuam com a educação especial. “É nesse momento que nós conhecemos pessoas que atuam na mesma área, que nos proporcionam uma troca de experiência muito grande”, ressaltou.

A titular da DRE de Araguatins, Maria Nunes de Barros Lourenço, destacou a importância da temática do encontro. “Esse segundo encontro traz como tema ‘Revisitando o trabalho dos professores no atendimento educacional especializado’ e traz um ciclo de palestras, oficinas, com o objetivo de promover um espaço de discussão, reflexão a respeito da produção de conhecimento pedagógico no campo da educação inclusiva”, apontou.

Também participam do encontro de formação o titular da Diretoria Regional de Educação de Tocantinópolis, Dorismar Carvalho de Sousa, e servidores da Regional.

- Publicidade -

FAÇA UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: [email protected] que iremos analisar.