Connect with us

Bico do Papagaio

ARAGUATINS: Nesta quinta-feira começa a 3ª edição do Fórum de Desenvolvimento Econômico

Publicado

em

A 3ª edição do Fórum de Desenvolvimento Econômico do Tocantins será realizado na cidade de Araguatins, nos dias 19 e 20 de outubro, no Instituto Federal do Tocantins (IFTO). A abertura oficial do Fórum acontece nesta quinta-feira, 19, às 8h, sendo que a programação prossegue até às 18h15. Já na sexta-feira, 20, as atividades se iniciarão às 8h, com enceramento oficial às 17h.

O Fórum de Desenvolvimento Econômico do Tocantins tem como objetivo criar um ambiente de diálogo entre Estado e agentes capazes de desenvolver medidas viáveis ao desenvolvimento econômico regional. O evento é uma iniciativa da Secretaria do Desenvolvimento Econômico, Ciência, Tecnologia, Turismo e Cultura (Seden), em parceria com Agência de Fomento do Tocantins, Banco do Empreendedor, Junta Comercial do Estado do Tocantins (Jucetins), Secretaria do Trabalho e Assistência Social (Setas) e Agência Tocantinense de Saneamento (ATS), e apoio do Conselho de Desenvolvimento Econômico do Tocantins (CDE).

Durante os dois dias de programação, o evento abordará os desafios e oportunidades para fortalecer a economia dos municípios do Tocantins com gestores municipais, autoridades, representantes de classes, empresários e empreendedores da região do extremo norte do Estado.

O Fórum de Araguatins debaterá temas que envolvem os desafios enfrentados para uma gestão eficiente como práticas da vivência administrativa, a captação de recursos e de oportunidades de negócios para as cadeias produtivas da piscicultura, Avicultura, leite e derivados e extrativismo. O evento envolverá palestras, reuniões técnicas, painéis e workshops.

O encontro reunirá representantes de 26 municípios da região do extremo norte do Tocantins. Ainda outras edições do fórum serão realizadas em Dianópolis e Araguaína.

Inscrições

As inscrições podem ser feitas até a data do Fórum, pela internet, no link https://goo.gl/iaQjBL. Ainda, quem optar pode se credenciar no local do evento.

Parceiros

São parceiros desta edição: Federação da Indústria do Estado do Tocantins (Fieto), o Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae), a Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado do Tocantins (Fecomércio), Federação das Microempresas, Empresas de Pequeno Porte e Empreendedor Individual do Tocantins (Femicro), Federação das Associações Comerciais e industriais do Estado do Tocantins (Faciet), Associação Tocantinense de Municípios (ATM) e Sindicato e Organização das Cooperativas Brasileiras no Estado do Tocantins (Sescoop), prefeitura municipal de Araguatins; Associação Comercial do município; Instituto Federal do Tocantins (IFTO); e Sistema Nacional de Empregos (Sine).

Programação

Dia 19 de outubro

8h – Credenciamento/ acolhimento
8h50 – Abertura oficial
9h25 – Palestra: “A inteligência emocional – a arte gerar resultados”
10h25 – Painel de Diálogos “ Desafios e oportunidades para fortalecer a economia do Tocantins”
13h – Painel de especialistas I – “Oportunidades de Negócios para as cadeias produtivas da Piscicultura da Avicultura.
14h25 – Mesa Redonda de Acesso a crédito e Incentivos Fiscais – Possibilidades para APL identificadas
15h20 – Workshops Simultâneos – Diálogos para o Desenvolvimento – 1º Encontro de Desenvolvimento Econômico com os prefeitos e vice prefeitos da região do Bico.
Workshop: Cenários e Oportunidade para o Desenvolvimento Regional. 1º Encontro dos responsáveis municipais de desenvolvimento econômico da região do Bico
Workshop: A gestão Cultural e Economia Criativa. 1º Encontro dos responsáveis municipais de Cultura
Workshop: 2017 – O ano do Turismo Sustentável para o Desenvolvimento do Tocantins. 1º Encontro dos responsáveis de Turismo
Workshop: inovação e tecnologia. 1º Encontro dos responsáveis municipais de Ciência e Tecnologia
Workshop: Ações e Investimentos
Workshop: Desenvolvimento Social, Econômico e Sustentável
Workshop: Simplifica Tocantins
18h15 – Encerramento

Dia 20 de outubro
8h – Credenciamento
8h40 – Palestra: ““Captação de recursos via convênios e emendas parlamentares federal e estadual e outras fontes”.
9h30 – Painel de especialistas II – Oportunidades de negócios para as cadeias produtivas do leite e derivados e do extrativismo.
11h – Prefeitura em Ação. Cases de Sucesso.
13h – Talk Show: “Tocantins na Rota do Desenvolvimento Econômico do Brasil e do Mundo”.
14h – Palestra Magna: “A Inovação que gera mudanças e liderança criativa do século XXI”
15h –Momento Oficial com autoridades.
17h – Encerramento oficial.

(Wladimir Machado/Foto: 3F Drone)

publicidade
FAÇA UM COMENTÁRIO
Atenção: Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: [email protected] que iremos analisar.
Faça um comentário

Bico do Papagaio

ARAGUATINS: Familiares de detentos reclamam sobre restrições e alertam para possibilidade de greve de fome e rebelião

Publicado

em

Esta semana a cadeia Pública de Araguatins, no Bico do Papagaio, foi palco de reclamações e queixas de familiares de detentos. Após a instauração da e Operação Legalidade Primavera Árabe, por parte dos policiais penais.

Os familiares alegam que as restrições impostas aos detentos, tem prejudicado inconsequentemente a permanência dos apenados e que além das visitas estarem restritas, vem enfrentando dificuldade, com as restrições impostas que bloqueiam a entrada de produtos de de limpeza, higiene pessoal e até remédios.

“Todos lá cometeram penalidades e estão pagando por isso. Agora, submete-los a não receber até medicamentos é demais. Sem contra que todos as famílias ajudam com materiais de limpeza, alimentação e higiene pessoal. Se existe problema entre os funcionários e o Governo, o caminho não deveria ser esse, mas sim o diálogo”, disse uma mãe de detento que pediu para não ser identificada, com receio de retaliação.

O movimento de reivindicação por direitos trabalhistas organizado por policiais penais no Tocantins já alcançou praticamente todas as unidades prisionais do estado. Batizado de Operação Legalidade Primavera Árabe, o movimento faz alusão à onda de movimentos e revoluções em países do Oriente Médio que teve início em 2010 e “faz referência a um movimento que começou pequeno, mas que se expandiu, tornando-se grande”, como explicou o presidente da Associação dos Prossionais do Sistema Penitenciário do Tocantins (Prosispen), Wilton Angelis Barbosa.

Apesar do nome, o movimento não se trata de uma ação operacional dentro das unidades, mas sim de um movimento que busca pressionar o Governo do Estado para cumprir o pagamento de direitos devidos aos policiais penais, como horas extras e adicionais.

De acordo com a Prosispen, a chamada Operação Legalidade Primavera Árabe suspende qualquer atividade que fuja às obrigações legais atribuídas aos policiais penais.

Os agentes prometem deixar de fazer horas extras, cumprindo somente as 40 horas semanais, de acordo com o estatuto da categoria, e ainda deixar de fazer escoltas fora do município de atuação por causa do não pagamento de diárias.

Ainda segundo a Prosispen, os agentes também pretendem como regalias de presos dentro das celas, como ventiladores, televisores, videogames, entrada de fumo e outros itens, além da proibição de contato de presos com parentes e advogados, a depender da disponibilização de equipamentos de proteção individual para prevenir o risco de contágio pela covid-19 no contato com pessoas do público externo.

Continue lendo

Bico do Papagaio

ARAGUATINS: Veja os números da Covid-19 desta sexta, 23

Publicado

em

Continue lendo

Bico do Papagaio

AUGUSTINÓPOLIS: Veja os números da Covid-19 desta sexta, 23

Publicado

em

Continue lendo
publicidade Bronze