Polícia Turística foi um dos temas da reunião com a senadora Kátia Abreu

Com o objetivo de buscar parcerias para o desenvolvimento e a difusão do turismo no Estado do Tocantins, o governador Mauro Carlesse e o presidente da Agência de Desenvolvimento do Turismo, Cultura e Economia Criativa (Adetuc), Tom Lyra, esteviveram em Brasília nessa quarta, 23, para participar de uma série de encontros no Ministério do Turismo (MTur), no Senado Federal, e com empresários.

No gabinete da senadora Kátia Abreu, a reunião tratou da apresentação do Plano Anual do Turismo, encabeçado pela senadora.

A viabilidade de instalação de rotas aéreas pela TWO Flex no Tocantins foi tema de encontro com o presidente da empresa, Rui Aquino e podem beneficiar diretamente a região do Bico do Papagaio.

A TWO opera com aviões de pequeno porte, com até nove passageiros, tipo Caravan, e atua em estados como Rio Grande do Sul, Ceará, São Paulo e Mato Grosso, onde mantém parceria com a Gol e a Latam, abastecendo os grandes aeroportos com passageiros do interior através de voos sub-regionais. O encontro contou com a participação dos prefeitos de Araguaína, Ronaldo Dimas, e Gurupi, Laurez Moreira, que seriam duas das cidades beneficiadas pela parceria.

Os deputados federais Tiago Dimas e Carlos Gaguim, o secretário da Fazenda do Tocantins, Sandro Henrique Armando, o diretor da Secretaria Nacional de Aviação Civil (SAC), Eduardo Bernardo, a representante do Ministério do Turismo, Thais Amaral, o diretor de Relações Institucionais da Associação Brasileira das Empresas Áereas (Abear), Airton Pereira, e os diretores da Esaero, empresa que administra o aeroporto de Araguaína, Antônio Mesquita e Liz Martins, também participaram do encontro.

Segundo Rui Aquino, a operação no Bico do Papagaio e em outros municípios do estado, seria possível com a redução do Imposto sobre Circulação em Mercadorias e Serviço (ICMS) do combustível para aviação, medida que já beneficia empresas aéreas de grande porte, medida que será avaliada pelo Governador. Também seriam necessários ajustes técnicos e administrativos nos aeroportos.

Caso a parceria se concretize, outros municípios seriam atendidos em um segundo momento, como Araguatins, no Bico do Papagaio que atenderia diretamente uma região com mais de 200 mil habitantes e Dianópolis, no sudeste do Tocantins, além de Balsas, no sul do Maranhão e Redenção, na região de Carajás, no Pará.

“A operação de voos regionais será um grande avanço para o Estado, pois promoverá aumento significativo das operações comerciais e turísticas nas cidades a serem atendidas, assim como seu entorno”, comemorou Tom Lyra.

- Publicidade -

FAÇA UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: [email protected] que iremos analisar.