Connect with us

Bico do Papagaio

AUGUSTINÓPOLIS: Direção da FABIC superfatura valores de requerimentos

Publicado

em

O Conselho Superior Acadêmico da Faculdade do Bico do Papagaio (FABIC), pegou os acadêmicos de surpresas e baixou uma resolução superfaturando todos os valores de todos os requerimentos acadêmicos da instituição. A medida passa a valer a partir de 1ª de julho.

Os itens tiveram valores reajustados bem a cima da inflação acumulada no último ano. Alguns itens tiveram seu valor majorado em até 400%. A medida foi tomada por meio de Resolução assinada pela diretora geral, Ana Maria da Costa Teixeira, responsável direta pela decisão.

Veja a lista com novos valores:

1) Antecipação de provas: R$ 50,00;

2) Aproveitamento de créditos: R$ 50,00;

3) Atestado de aprovação no vestibular: R$ 20,00;

4) Atestado de conclusão de estágio: R$ 20,00;

5) Atestado de frequência: R$ 20,00;

6) Certidão de colação de grau: R$ 20,00;

7) Certidão de prova final: R$ 50,00;

8) Colação de grau especial: R$ 100,00;

9) Declaração de disciplinas cursadas: R$ 20,00;

10) Declaração de vínculo: R$ 20,00;

11) Histórico escolar: R$ 20,00;

12) Inclusão e exclusão de disciplinas: R$ 20,00;

13) Justificativa de faltas: R$ 20,00;

14) Matricula em época especial: R$ 100,00;

15) Pedido de revisão de prova (especificar): R$ 20,00;

16) Pedido de segunda chamada: 50,00;

17) Transferência de curso (Interno): R$ 50,00;

18) Outros (especificar): R$ 50,00.

A reação dos acadêmicos foi rápida e vários deles já se manifestaram contrários a medida. O funcionário público, Gelk Costa Silva, afirmou que sempre lutou para evitar o fechamento da FABIC. “Hoje diante de vários descasos e a maneira em que a FABIC está sendo conduzida e principalmente a maneira em que está tratando os acadêmicos estou decepcionado. Decepcionado a ponto de dizer que não abandono o curso para concluir em outra instituição por estarmos longe de Imperatriz e que a malha curricular não coincide com nenhum instituição daquela cidade”, declarou Gelk.

Outros acadêmicos também se manifestaram. Samuel Soares disse que a decisão é uma brincadeira. “Aula que é bom nada, agora aumentar os preços são rápidos, pensei que com a nova administração iria melhorar fez foi piorar”, afirmou o estudante. Outra que criticou a medida foi, Laydiane Mota, “Poderiam melhor a qualidade do ensino oferecido na mesma proporção desse aumento”. Joel Sousa Paixão comentou, “Dá forma que foi instituído o aumento, parece que nós acadêmicos, não fazemos parte da instituição, vamos nos unirmos contra esse aumento abusivo, nesse momento o Brasil inteiro protestando, a principio por R$ 0,20, na FABIC em alguns casos, nesta situação citada, teve aumento real de 1000%, vocês acadêmico acha justo?”.

A Resolução também negou a proposta de acolhimento de acadêmicos do Curso de Enfermagem da Faculdade de Ensino do Estado do Pará (FATESPA), proibindo a transferência de acadêmicos.

publicidade
FAÇA UM COMENTÁRIO
Atenção: Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: [email protected] que iremos analisar.
16 Comments

Bico do Papagaio

ENEM ocorre de forma tranquila no Bico e candidatos resolvem questões de matemática e ciências da natureza

Publicado

em

O segundo dia de aplicação do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2020, ocorreu de forma tranquila na região do Bico do Papagaio.

No âmbito nacional o exame teve 55,3% de faltas, abstenção recorde no exame, de acordo com o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep). Do total de 5.523.029 inscritos no exame, menos da metade, 2.470.396, compareceu aos locais de prova. O índice foi maior que no primeiro dia, quando 51,5% dos inscritos não compareceram às provas. 

A média histórica de abstenção no Enem, segundo o Inep, é de cerca de 27%. O recorde anterior havia sido registrado em 2009, com 37,7% de abstenção. Foram eliminados no segundo dia 1.274 participantes por descumprirem as regras do exame, além de 14 emergências médicas. No primeiro dia, 2.967 candidatos foram eliminados.   

De acordo com o presidente do Inep, Alexandre Lopes, o número de faltosos foi maior do que o esperado, mesmo assim, a realização do exame foi vitoriosa. “Têm vários motivos que podem levar as pessoas a fazerem ou não a prova do Enem, é uma decisão individual e eu respeito a decisão individual das pessoas. O que é importante é o Inep assegurar a oportunidade e isso nós fizemos. Estamos dando a oportunidade de quem quer fazer o Enem poder fazer”, diz. “Conseguimos assegurar, no meio da pandemia, que 5,6 milhões pudessem fazer a prova e que 2,5 milhões fizessem as provas. Acho que isso é uma vitória”, acrescenta.

Segundo Lopes, o segundo dia transcorreu com tranquilidade. Não houve, até o momento, notificações de pessoas que foram impedidas de realizar o exame por conta da lotação das salas, como ocorreu no primeiro dia de aplicação. O Inep atualizou os números divulgados no último domingo. Até o momento, foi confirmado que isso ocorreu em 11 cidades, em 37 escolas.

Tanto esses estudantes quanto os participantes que foram prejudicados por questões logísticas, como falta de luz no local de prova, e aqueles que não fizeram o exame por apresentarem sintomas de covid-19 ou outra doença infectocontagiosa terão direito a fazer o exame na data da reaplicação, nos dias 23 e 24 de fevereiro. 

O pedido para participar da reaplicação deve ser feito na Página do Participante. O sistema estará aberto, segundo Lopes, a partir das 12h desta segunda-feira (25). O prazo vai até o dia 29. Os resultados serão divulgados no dia 12 de fevereiro, quando os estudantes saberão se os pedidos foram aceitos ou não.

Segundo o Inep, até o momento, 18.210 candidatos solicitaram a reaplicação por conta de doenças infectocontagiosas. Desses pedidos, o Inep aceitou 13.716. “Nesses casos não é preciso pedir a reaplicação porque o pedido foi feito no sistema, já foi deferido. Para essas pessoas, já estamos trabalhando na elaboração da prova. 

Enem 2021

Lopes confirmou a realização este ano do Enem 2021. Segundo ele, a prova deverá ocorrer no final do ano, entre novembro e dezembro. A autarquia se prepara para realizar o exame novamente em um ambiente de pandemia. “Vamos fazer o Enem no final do ano, também no ambiente de pandemia. Entendemos que a aplicação do Enem em novembro, dezembro será sob a cortina da pandemia. Em breve, soltaremos o edital do Enem 2021. Precisamos começar agora a preparar a aplicação do Enem”, diz. 

De acordo com Lopes, é importante que o Inep mantenha o calendário das avaliações para que a sociedade não seja prejudicada e para que os estudantes não interrompam a trajetória de estudos. 

Gabaritos

As notas do Enem podem ser usadas para acessar o ensino superior e participar de programas como o Sistema de Seleção Unificada (Sisu) e o Programa Universidade para Todos (ProUni). O gabarito das provas da edição impressa será divulgado na quarta-feira (27).

Continue lendo

Bico do Papagaio

ESPERANTINA: Décima morte por Covid-19 é confirmada

Publicado

em

O Boletim Epidemiológico da Secretaria de Estado da Saúde, confirmou neste sábado, 23, a décima morte por Covid-19, no município de Esperantina, no Bico do Papagaio.

A vítima é uma mulher de 75 anos, com diabetes e hipertensão. O óbito ocorreu na quinta, dia 21, no Hospital Regional de Augustinópolis.

Esperantina soma 374 pessoas que contraíram a doença.

Continue lendo

Bico do Papagaio

TOCANTINÓPOLIS: TEC faz jogo decisivo da semifinal do Tocantinense 2020 neste domingo contra Interporto

Publicado

em

O Campeonato Tocantinense 2020 está de volta neste domingo (24) com o duelo entre Interporto x Tocantinópolis, às 16h (de Brasília), no estádio General Sampaio, em Porto Nacional. O jogo é válido pela volta das semifinais, na ida as duas equipes empataram por 0 a 0, em caso de novo empate a decisão será nos pênaltis. O jogo será sem a presença do torcedor devido à pandemia da Covid-19.

As duas equipes contrataram e vêm diferentes para este jogo. No TEC, entre as principais contratações estão os atacantes Jeimy (ex-Paysandu) e Gil Macena. O técnico Neto Costa foi mantido à frente da equipe.

Já o Interporto teve mudança na diretoria: O presidente Hélio de Freitas terminou o mandato, e Tita assumiu o cargo (candidato único). O time fez várias contratações e buscou algumas peças que iniciaram a temporada 2020. A diretoria trocou o técnico Roberto Oliveira por Wladimir Araújo. (GE)

Continue lendo
publicidade Bronze