- Publicidade -spot_imgspot_imgspot_imgspot_img
quinta-feira, 19 / maio / 2022
- Publicidade -spot_imgspot_imgspot_imgspot_img
- Publicidade -spot_img

Canteiro de obras da UHE Estreito reúne marcos e histórias em quatro anos de instalação

Mais Lidas

Há quatro anos, exatamente no dia 15 de fevereiro de 2007, o Consórcio Estreito Energia (CESTE), iniciava na divisa dos estados do Maranhão e Tocantins, os primeiros serviços de terraplanagem para a instalação do canteiro de obras de um dos maiores empreendimentos de geração de energia elétrica em construção no país: a Usina Hidrelétrica Estreito. No lugar onde antes era apenas uma imensa área de terra, hoje reúne importantes marcos e histórias de milhares de trabalhadores.

Histórias como a do senhor Pedro Ferreira Lima, operador de martelete ou marteleteiro da obra que, coincidentemente, comemorou 61 anos de idade no dia 15 de fevereiro. Morador de Estreito (MA), ele começou a trabalhar na hidrelétrica em junho de 2008, como ajudante. Até então, só tinha trabalhado como lavrador.

“Este é o meu primeiro emprego numa obra deste tamanho. Tenho orgulho de fazer parte da construção desta importante Usina para o Brasil e para o meu Estado”, ressalta seu Pedro acrescentando que, com o trabalho na obra, conseguiu comprar um lote e construir uma casa em Estreito. “Além da experiência, também conquistei o sonho da minha casa própria, graças à oportunidade que tive aqui”.

Com potência instalada de 1.087 megawatts de energia, o suficiente para o abastecimento de uma cidade com quatro milhões de habitantes, a Hidrelétrica de Estreito deve começar a operar a primeira de suas oito unidades geradoras já neste primeiro semestre do ano. Toda sua estrutura emociona mesmo aqueles que já vivenciaram a experiência de trabalhar em outras hidrelétricas.

“Cheguei aqui em junho de 2007, quando tinha apenas o rio. Trabalhar em barragem é uma paixão da minha vida e ver hoje a dimensão dessa obra é muito gratificante e me passa a sensação de dever cumprido”, comenta o Gerente de Contratos do Ceste, Massilon Gomes. Ele é um dos primeiros engenheiros do Consórcio a atuar no empreendimento e que possui mais de 30 anos dedicados à construção de hidrelétricas, tendo trabalhado também em Tucuruí (PA), Paulo Afonso (BA) e Xingó (SE/AL).

Canteiro de Obras

Com uma área de 1.300 hectares, o equivalente a mais de mil campos de futebol juntos, o canteiro de obras da UHE Estreito possui hoje uma grande estrutura erguida nos municípios de Estreito (MA), margem direita, Aguiarnópolis e Palmeiras do Tocantins (TO), margem esquerda.

Para atender aos milhares de trabalhadores dessa gigantesca obra, o canteiro possui uma estrutura de cidade, com aterro sanitário, estação de tratamento de esgoto e coleta seletiva de lixo, além de refeitórios, alojamentos, ambulatórios médicos, áreas de vivência que disponibilizam aos trabalhadores sala de jogos, salão de cabeleireiro, loja de confecção, academia de ginástica, lanchonete, biblioteca, quadras poliesportivas, escola e palco para shows.

Motivo de orgulho para o Ceste, a Escola de Produtividade já possibilitou a alfabetização e a conclusão do ensino fundamental (1º ao 5º ano) a 200 alunos-trabalhadores. Outros 12 fazem o curso atualmente.

Fora isso, numa parceria com o SENAI/MA e integrando o Programa Jovem Aprendiz do Consórcio Rio Tocantins (CRT), foram ofertados os cursos de Rotinas Administrativas e Nível Básico de Edificações (armador, carpinteiro, pedreiro e eletricista predial). Ao todo, 54 trabalhadores concluíram os cursos em 2010 e, já neste ano, outros 96 estão participando das aulas. A idade deles varia de 18 a 65 anos.

O Presidente do Consórcio Estreito Energia (Ceste), José Renato Ponte, destaca que uma obra como a Usina Hidrelétrica Estreito é importante em qualquer lugar do mundo. “É uma obra que vai trazer energia e incrementar o desenvolvimento do país, graças ao empenho de milhares de mulheres e homens que se dedicaram a ela”, finaliza.

Serviços

O canteiro de obras tem ainda um Centro de Visitantes, localizado próximo à entrada. O espaço é o ponto de partida de grupos de visitantes formados por estudantes, representantes do poder público (legislativo, executivo e judiciário) e funcionários de empresas de diversos setores que querem conhecer as obras da hidrelétrica e, num futuro bem próximo, a Usina em funcionamento. Desde a inauguração do Centro de Visitantes, em fevereiro de 2010, mais de 1300 visitas já foram registradas no local.

Grupos que desejam conhecer o canteiro de obras da UHE Estreito podem entrar em contato pelo telefone 0800.280.9191 ou enviar um e-mail para atendimento@uhe-estreito.com.br solicitando a visita.

Outro dado curioso do canteiro de obras da UHE Estreito é a Plataforma de Coleta de Dados Ambientais, instalada próximo ao Centro de Visitantes. Ali, via satélite, são repassados dados referentes à previsão do tempo na região, ao Laboratório de Meteorologia do Núcleo Geoambiental da Universidade Estadual do Maranhão (Uema), parceira do Ceste para esta ação. No site da Usina Hidrelétrica Estreito (www.uhe-estreito.com.br) é possível conhecer este serviço.

Informações gerais – Usina Hidrelétrica Estreito

Capacidade instalada: 1.087 MW

Localização: no Rio Tocantins, na divisa dos estados do Maranhão com Tocantins

Mão de obra diretamente empregada no pico das obras: 10 mil diretos e 25 mil indiretos

Área do reservatório: 555 km2, incluindo a calha natural do Rio Tocantins

·         Municípios da área de abrangência: Estreito e Carolina (Maranhão) Aguiarnópolis, Palmeiras do Tocantins, Babaçulândia, Barra do Ouro, Filadélfia, Darcinópolis, Goiatins, Itapiratins, Palmeirante e Tupiratins (Tocantins)

·          Unidades Geradoras: oito turbinas tipo Kaplan

·          Acionistas: GDF SUEZ/Tractebel Energia, Companhia Vale do Rio Doce, Alcoa e Camargo Corrêa

- Publicidade -spot_img
Assinar
Notificar-me
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
- Publicidade -spot_img
- Publicidade -spot_img

Últimas Notícias