Connect with us

Bico do Papagaio

Corregedoria da Justiça vai ao Bico do Papagaio e completa 34 comarcas visitadas

Publicado

em

Nesta quinta-feira, 28, em Tocantinópolis, a equipe do projeto Corregedoria Cidadã encerrou mais um ciclo de visitas às comarcas do Estado, levando a proposta de dialogar como forma de aprimorar a prestação jurisdicional. Somente nesta semana a equipe da Corregedoria-Geral da Justiça (CGJUS) passou por sete comarcas, todas na região do Bico do Papagaio, extremo norte do estado. As visitas tiveram início na segunda-feira (25/9), com reuniões em Araguatins e Augustinópolis. Também foram contempladas as comarcas de Itaguatins, Axixá do Tocantins, Xambioá e Ananás.

Itaguatins

Em Itaguatins, na manhã da terça-feira, 26, o destaque da reunião foi a iniciativa da Corregedoria em promover a revisão dos manuais de rotinas cartorárias, contemplando as inovações trazidas pelo sistema e-Proc/TO e a padronização dos atos realizados pelas serventias judiciais. A criação de grupos de estudos para tratar do tema é resultado das demandas dos próprios servidores durante a apresentação do projeto Corregedoria Cidadã nas comarcas, tudo com o objetivo de elaborar um modelo padrão de realização dos atos e facilitar o trabalho dos servidores.

Para o juiz e diretor em substituição do foro da Comarca de Itaguatins, José Roberto Ferreira Ribeiro, a grande relevância das reuniões propostas pelo projeto Corregedoria Cidadã está na participação dos servidores com foco no alcance de melhores resultados. “É muito salutar essa iniciativa da Corregedoria, justamente porque busca, de forma objetiva, fazer as mudanças necessárias para o alcance dos resultados esperados”, disse o magistrado.

Axixá do Tocantins

Na tarde da terça-feira, 26, em Axixá, a tônica da reunião foi a proposta de adequação dos valores das custas judiciais como ferramenta para promover o acesso à Justiça, assim como dos emolumentos, com o objetivo de facilitar ao cidadão o acesso aos serviços cartorários.

Para o juiz titular da Comarca, José Roberto Ferreira Ribeiro, “mudanças realmente precisam ser feitas e a melhor maneira de fazê-las é promovendo essas discussões, oportunidade em que surgem as melhores ideias e as melhores soluções”.

Xambioá

Já na manhã da quarta-feira, 27, em Xambioá, foi apresentado para a comarca um vídeo sobre o Centro de Orientação, Mediação, Conciliação e Interlocução em Litígios Internos e Administrativos, Gerenciamento de Crises e Prevenção de Demandas (COMCILIA), que promove a política da  conciliação entre servidores do Judiciário quanto as demandas e conflitos administrativos de baixa gravidade. Atendendo a uma resolução do CNJ, que propõe a conciliação também no âmbito administrativo do Judiciário, o COMCILIA tocantinense é um dos dois únicos centros já implementados no país. O primeiro a ser criado funciona no Estado de Goiás.

Para o corregedor-geral da Justiça, desembargador Helvécio de Brito Maia Neto, a iniciativa de instalar o COMCILIA no estado reflete o interesse da Corregedoria em resolver de forma rápida e definitiva os conflitos administrativos do Judiciário. “Em vez de afastar um magistrado ou servidor por causa de um processo administrativo, defasando a nossa força de trabalho, podemos resolver o conflito mais rapidamente, mantendo assim a força de trabalho ativa e produtiva”, pontuou.

Ananás

Ainda na quarta-feira, em Ananás, o corregedor-geral da Justiça abriu oficialmente os trabalhos de correição na comarca e, em seguida, fez a apresentação do projeto Corregedoria Cidadã. Em seu discurso, ele novamente ressaltou o viés colaborativo das correições em lugar de um caráter meramente fiscalizatório. Dessa forma o corregedor acredita que o trabalho nas comarcas pode atingir melhores resultados. “Correição não deve ser sinônimo apenas de fiscalização, mas também de colaboração, para que magistrados e servidores possam aprimorar as rotinas de trabalho e assim prestar um serviço mais eficiente”, disse.

Em seu discurso o juiz e diretor do foro de Ananás, Vandré Marques e Silva, destacou os números positivos da comarca e elogiou a iniciativa da CGJUS em promover o diálogo e a conciliação. “O Corregedoria Cidadã e o COMCILIA são duas iniciativas louváveis e que merecem nosso aplauso, porque impactam diretamente no nosso trabalho e na nossa produtividade, de forma muito positiva”, afirmou.

Tocantinópolis

Nesta quinta-feira, 28, a equipe da CGJUS encerrou a semana de visitas na Comarca de Tocantinópolis. Ao fazer uso da palavra, o juiz e diretor do foro, Arióstenes Guimarães Vieira, fez uma referência à situação atual do país e a consequente necessidade de defender com mais veemência os valores democráticos e cidadãos. “Falar em cidadania em um país que enfrenta os problemas que enfrentamos hoje, mostra o engajamento da Corregedoria em buscar as soluções. Nós, do Judiciário, temos que fazer o dever de casa, trabalhando primeiramente no que está ao nosso alcance, e a Corregedoria está fazendo isso buscando aprimorar o Poder Judiciário do Tocantins”, disse.

A equipe da CGJUS segue apresentando o projeto Corregedoria Cidadã, na próxima semana, em Filadélfia (2/10); Goiatins (2/10); Araguaína (3/10) e Wanderlândia (3/10).

publicidade
FAÇA UM COMENTÁRIO
Atenção: Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: [email protected] que iremos analisar.
Faça um comentário

Bico do Papagaio

Todas as candidaturas a prefeito de Tocantinópolis e Augustinópolis estão aprovadas pela Justiça

Publicado

em

Nos municípios de Tocantinópolis e Augustinópolis, no Bico do Papagaio, todas as candidaturas a prefeito estão deferidas pela Justiça Eleitoral. Portanto, todos estão aptos para a disputa.

Em Tocantinópolis dois nomes disputam o comando do Poder Executivo, são eles: Paulo Gomes (PSD), da Coligação “O Trabalho Vai Continuar” e Salomão Barros (SD), pela Coligação “Agora É A Vez Do Povo”.

No município de Augustinópolis são cinco nomes: Agamemnon Pellegrini (PSB); Antônio do Bar (PSC), pela Coligação “Seriedade e Compromisso”; Giltão (PV); Júlio Oliveira (SD), “Unidos Pelo Futuro de Augustinópolis” e Professor Herculano (PT).

Continue lendo

Bico do Papagaio

ARAGUATINS: Coligação diz que Aquiles é alvo de fake news

Publicado

em

A Coligação “Uma Nova Política Para Um Novo Tempo”, disse por meio de Nota, que o candidato a prefeito, Aquiles da Areia (PP), vem sendo alvo de fake news.

Veja o que a Coligação diz:

A coordenação da Coligação “Uma Nova Política Para Um Novo Tempo”, formada pelos partidos políticos: PP, PSD e REPUBLICANOS, vem a público esclarecer que, ao contrário do que foi noticiado, na imprensa, o nosso candidato Aquiles da Areia foi ao hotel onde estava hospedado o governador Mauro Carlesse a convite do próprio governador.

Durante o café da manhã, houve uma conversa amistosa e em momento algum Aquiles da Areia fez qualquer pedido de apoio ao governador, conforme afirmado.

Outro fato que também destacamos, e que nos causou perplexidade, foi a afirmação que Aquiles da Areia tem uma grande rejeição. Entendemos que isso só pode ser confirmado através de pesquisa eleitoral autorizada e homologada no TRE de Tocantins. Como isso não aconteceu, estamos exercendo o nosso direito de contestar essa informação equivocada e maldosa, que tem o único objetivo de denegrir a imagem do nosso candidato.

Mas o povo não é bobo e diferencia muito bem o que é verdade do que é falso e não vai se deixar enganar.

Num momento em que todo o Brasil se une contra as fake news, não podemos aceitar passivamente que pessoas inescrupulosas envergonhe a nossa cidade e o nosso povo.

Vamos dizer não as fake news. Campanha eleitoral se faz com verdade e não enganando o povo, que merece saber a verdade para não errar na escolha.

Coordenação da Coligação “Uma Nova Política Para Um Novo Tempo”

Continue lendo

Bico do Papagaio

BURITI: Jovem morre em batida de moto com animal solto em rodovia

Publicado

em

Um jovem morreu vítima de acidente de trânsito, na madrugada desta quarta, 21, no município de Buriti, no Bico do Papagaio.

O jovem se chamava, José Kemensom, morador do PA Canaã e aluno do 9º ano da Escola Ney Braga. Ele estava em uma motocicleta e se chocou com um animal na rodovia TO-010. Morreu no local.

Continue lendo
publicidade Bronze