Connect with us

Bico do Papagaio

LUZINÓPOLIS: Com nome inspirado em Elvis Presley, jovem se divide entre arbitragem e trabalho de gari

Publicado

em

“Pelo o que eu sei é que foi através das revistas e do rádio que ela [Madalena Rodrigues – mãe] colocou esse nome [Helves Presley]”. A declaração é de Helves Presley, 27 anos, assistente de arbitragem do futebol profissional no Tocantins, e gari concursado Prefeitura de Luzinópolis, no Bico do Papagaio. Segundo o assistente, a mãe era fã do primeiro astro do rock mundial – morto em 1977- e por esse motivo tentou registrar o filho com o mesmo nome, porém, com pequenas diferenças na escrita.

-Não sei muito sobre a parte do cartório, acho que minha mãe foi registrar e só levou anotado em um papel ou coisa assim. E no momento não sei como foi colocado a letra ‘H’, acho que foi o pessoal do cartório que colocou essa letra mesmo, junto com a letra ‘E’, daí ficou Helves. Pelo o que eu sei é que foi através das revistas e do rádio que ela colocou esse nome – explica Helves Presley, que nasceu em Ananás.

A mãe do assistente, dona Madalena Rodrigues, confirma a história que foi através do rádio a ideia de registrar o filho de Helves Presley.

– Eu ouvia falando o nome [Elvis Presley] no rádio e achava muito bonito e gostava das músicas. Foram eles [cartório] lá que colocaram, eu falei que queria o nome de Elvis Presley –afirma dona Madalena Rodrigues.

Apesar da mãe ser fã, Helves diz que nunca pesquisou sobre o primeiro astro do rock mundial.

-Eu não sei nada de Elvis Presley, só ouvi falar, mas nunca pesquisei. Eu não sou fã dele, de vez em quando até ouço algumas músicas em alguns lugares, mas nunca parei para ouvir muito. Eu nem cheguei a conversar muito com a minha mãe sobre, porque foi ela que registrou. Não tenho muito o que falar do meu nome.

Helves Presley está na arbitragem tocantinense desde 2014, e é concursado no cargo de gari há dois anos. Na carreira de assistente ele sonha alto.

-Olha, sonhar até a gente sonha. Mas até chegar nesse nível de CBF, FIFA é muita luta, muita luta mesmo. Porém, é sofrendo que se conquista, apesar das dificuldades que para cá são muitas, temos o exemplo do Fabio Pereira, que conseguiu chegar a FIFA. Mas eu sei que ele enfrentou muitas dificuldades para chegar onde ele chegou, então acho que com o passar do tempo, a gente agarra as oportunidades – conclui. (Globo Esporte)

publicidade
FAÇA UM COMENTÁRIO
Atenção: Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: [email protected] que iremos analisar.
Faça um comentário

Bico do Papagaio

Bico tem confirmados 1.319 casos de Covid-19

Publicado

em

Os dados são do Boletim Epidemiológico deste sábado, 6, da Secretaria de Estado da Saúde (SES) e das Secretarias Municipais, da noite de sexta, 6. Os números devem aumentar, com a divulgação de novos Boletins das Secretarias Municipais, na noite deste sábado, 6.

Continue lendo

Bico do Papagaio

SÃO MIGUEL: Quarta morte por Covid-19 é confirmada

Publicado

em

O 83º Boletim Epidemiológico Notificações da Covid-19 no Tocantins, trouxe neste sábado, 6, a confirmação da quarta morte por Covid-19, no município de São Miguel, no Bico do Papagaio.

Trata-se de uma mulher de 51 anos, hipertensa e diabética, faleceu na madrugada deste sábado, 6, no Hospital Geral de Palmas.

Além das 4 mortes, São Miguel já registrou 89 casos de Covid-19 e 61 estão recuperados da doença.

Continue lendo

Bico do Papagaio

TOCANTINÓPOLIS: Criança com ferimento exposto e sem cuidados da mãe é resgata por policiais

Publicado

em

Nesta sexta-feira, 05, por volta das 18 horas, quando a viatura da Polícia Militar de Tocantinópolis realizava doações de cestas básicas na cidade, ao chegar ao Povoado Ribeirão Grande Pedro Isaías, encontraram numa residência, uma criança de 2 anos de idade, com uma grande ferida exposta em um dos pés.

A criança demonstrava sentir muitas dores em razão da gravidade da lesão.  Diante daquela situação chocante, o comandante da 5ª CIPM, major Dernivaldo Tirelo, imediatamente ligou para o Secretário de Saúde de Tocantinópolis, que por sua vez acionou os profissionais de saúde da Unidade de Pronto Atendimento – UPA da cidade. Os militares conduziram a criança na viatura da Polícia Militar até a Unidade de Saúde onde a equipe médica aguardava a criança. O estado clínico da criança era grave sendo necessário interná-la.

A Polícia Militar acionou o Conselho Tutelar da cidade que compareceu ao local e acompanhará o caso, uma vez que a mãe da criança apresenta ter problemas psicológicos ou ignorava a situação que seu filho se encontrava. A mãe também foi encaminhada para o serviço de Assistência Social da UPA.

Segundo informações de parentes, a criança havia se lesionado a cerca de 10 dias, quando teve o pé preso entre os raios de uma bicicleta e desde então vinha sofrendo muita dores, apresentando dificuldade de dormir.  

Continue lendo
publicidade