Connect with us

Bico do Papagaio

TOCANTINÓPOLIS: Inscrições para Semana Acadêmica Integrada da UFT seguem abertas até dia 23

Publicado

em

Acontece durante os dias 30 de outubro a 01 de novembro, no Câmpus da UFT em Tocantinópolis, a III Semana Acadêmica Integrada dos cursos de Licenciatura de Pedagogia, Educação Física, Educação do Campo e Ciências Sociais. Com o tema “Licenciaturas em debate”, o evento contará com minicursos, palestras, oficinas, mesas-redondas e atividades culturais diversas.

A Semana Acadêmica que tem como objetivo estimular o debate em torno das licenciaturas, apresentar pesquisas que reflitam políticas públicas, debater os currículos e as diretrizes nacionais vigentes para a formação de professores nos cursos de licenciatura, discutirá e colocará em pauta questões atuais voltadas a este âmbito, observando a conjuntura atual das redes públicas municipal e estadual da microrregião do Bico do Papagaio, bem como as diretrizes nacionais vigentes e suas aplicações nos cursos da Universidade e as práticas pedagógicas centradas na educação humanizadora.

Inscrições

As inscrições para submissão de trabalhos acadêmicos seguem até dia 23. Os autores devem encaminhar suas propostas de trabalho para uma das quatro áreas temáticas envolvidas (Ciências Sociais, Educação do Campo, Educação Física ou Pedagogia).

Serão aceitos trabalhos nas linhas temáticas sobre Práticas Pedagógicas, Saúde e esporte, Formação de professores (formação docente), Questões etnoraciais, Vulnerabilidade social, Educação ambiental, Artes e cultura popular, e Educação popular e movimentos sociais.

Os trabalhos deverão estar devidamente dentro dos padrões acadêmicos que regem as normas da ABNT, onde passarão por submissão da Comissão Científica. A minuta com as informações das normas técnicas pode ser conferida clicando aqui.

As propostas devem ser encaminhadas exclusivamente para o e-mail [email protected] e os trabalhos aceitos serão divulgados dia 21. O credenciamento das inscrições para quem pretende participar como ouvinte será realizado até o primeiro dia do evento (30).

Quanto aos valores das inscrições, para alunos de graduação contará com o valor de R$ 10; profissionais da educação de rede municipal e/ou estadual, R$ 15; aluno de pós-graduação, R$ 20; professor e pesquisador, R$ 25.

Para autores de trabalho, o pagamento deve ser feito através de depósito ou transferência bancária (Banco Bradesco, Agência 1315, Conta Corrente: 10.182-6, em nome de José Jarbas Pinheiro Ruas Junior). O comprovante deve ser escaneado e encaminhado para o e-mail da comissão científica (acima citado) até dia 20 de outubro, identificando o nome do autor e título do trabalho submetido, área de conhecimento e linha temática.

Programação

Dia 30/10 (Segunda-feira)

9h – Credenciamento e abertura;
14h – Minicursos: Educação Ambiental nas Licenciaturas, com o professor Fábio Pessoa; Importância dos conhecimentos de economia de educação para formação do pedagogo, com o professor Joedson Brito; Transdisciplinaridade e Criatividade: possibilidade para (re) pensar a educação, com a professora Maria José de Pinho;
– Oficinas: Confecção de Bonecas Negras, com Elisângela Pereira da Silva, e Confecção de Mandalas, com Silvano da Conceição Barros;
19h – Palestra de Abertura: Formação de professores no contexto da reforma política, com professora Maria José de Pinho, Coordenadora: Profª Dra Fabíola Andrade Pereira;
21h – Atividades Culturais ou outras atividades coordenadas pelos Centros Acadêmicos de Pedagogia, Educação Física e Educação do Campo.

Dia 31/10 (Terça-feira)

8h30 – Mesa-redonda: Tema “Transversais propostos pela Base Nacional Comum curricular e formação docente na UFT: temos atendido essa discussão?” Participantes: professor Lucas Xavier, Cristiane de Oliveira Rosa (Sec. Mun. de Educação e Cultura de Tocantinópolis), Dorismar Carvalho de Sousa (Diretor da DRE de Tocantinópolis), com coordenação de Alessandra Araújo de Souza;
10h30 – Exposição de Pôsteres;
14h – Minicursos: Educação Ambiental nas Licenciaturas, com o professor Fábio Pessoa; Importância dos conhecimentos de economia de educação para formação do pedagogo, com professor Joedson Brito; A Difícil Democracia: reinventar as esquerdas, com o professor Maciel Cover; Transdisciplinaridade e Criatividade: possibilidade para (re) pensar a educação, com a professora Maria José de Pinho;
– Oficinas: Práticas corporais da Educação Física Escolar na perspectiva da abordagem cultural, com o professor Lucas Xavier; Ritmos e Expressão Corporal, com o professor Wellington Mota;
19h – Atividades Culturais ou outras atividades coordenadas pelos Centros Acadêmicos de Pedagogia, Educação Física e Educação do Campo.

Dia 01/11 (Quarta-feira)

8h – Mesa-redonda: A Educação Musical Humanizadora: a inserção da Educação Popular no currículo. Participantes: professora Edineiram Marinho Maciel (UNEB) e professor Marcus Bonilla (UFT), sob coordenação do professor José Jarbas Ruas;
10h – Exposição de Pôsteres;
14 – Minicurso: A Difícil Democracia: reinventar as esquerdas, com professor Maciel Cover.
– Oficinas: Calculadora MÃOnual, com o professor Andrey de Paula, e Xadrez e conhecimento interdisciplinar, com o professor Nataniel Gonçalves.
16h30 – Mesa-redonda: Implantação e consolidação das licenciaturas em Tocantinópolis; perfil do ingresso e egresso no campus. Participantes: Profº Wellington Conceição – Representante do NDE do Curso de Ciências Sociais; Profª Aline Campos – Representante do NDE do Curso de Pedagogia; Profª Alessandra Araújo – Representante do NDE do Curso de Educação Física; Profº José Jarbas Ruas – Representante do NDE do Curso de Educação do Campo;
19h – Atividade Culturais ou outras atividades, sob coordenação dos Centros Acadêmicos de Pedagogia, Licenciatura em Educação Física e Educação do Campo.

publicidade
FAÇA UM COMENTÁRIO
Atenção: Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: [email protected] que iremos analisar.
Faça um comentário

Bico do Papagaio

WANDERLÂNDIA: BR-153 é totalmente liberada após caminhões que bateram de frente

Publicado

em

A pista da BR-153 entre Wanderlândia e Araguaína, foi totalmente liberada após passar 11h horas com trânsito prejudicado. A interdição da rodovia ocorreu na manhã desta terça-feira (20) após dois caminhões baterem de frente próximo a ponte do ribeirão Lajes. Um caminhoneiro morreu no local e os bombeiros foram chamados para retirar o corpo das ferragens.

A liberação total ocorreu às 20h30 de terça-feira (20), de acordo com a Polícia Rodoviária Federal. Em alguns momentos do dia a rodovia ficou totalmente fechada e em outros a passagem foi liberada no sistema pare e siga.

Chovia no momento do acidente, mas ainda não há informações sobre o que causou a colisão. Imagens feitas no local mostram que um dos caminhões ficou completamente destruído. A cabine virou uma bola de ferro retorcido e o eixo do veículo foi arrancado com a força do impacto.

O motorista Wagner da Silva Morais, de 39 anos, morreu no local. O corpo foi levado para o IML de Araguaína e deve ser liberado para a família ainda na manhã desta quarta-feira (21).

O segundo caminhão também ficou com a cabine bastante danificada. O motorista teve ferimentos e foi socorrido. Não há informações sobre o estado de saúde dele. (G1)

Continue lendo

Bico do Papagaio

Municípios do Bico terão de se adequar à Lei Geral de Proteção de Dados

Publicado

em

Gestores públicos das três esferas do poder (federal, estadual e municipal), assim como empresas privadas, precisarão se adequar às normas impostas pela Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD). Fabrício da Mota Alves, advogado que atua na área, e indicado pelo Governo Federal para integrar a Autoridade Nacional de Proteção de Dados (ANPD), afirma que o primeiro passo para que administradores públicos estejam em conformidade com a LGPD é com a nomeação de um “encarregado”. 

O cargo será destinado a alguém que realize uma intermediação entre o controlador dos dados – neste caso estados, municípios e União – e os titulares dessas informações e autoridades públicas.

Após esse passo, segundo Alves, os gestores públicos deverão criar mecanismos para que as informações pessoais dos cidadãos estejam organizadas e seguras. “A lei estabelece a obrigação de documentar as operações. É necessário que o Poder Público saiba o que está sendo feito com dados pessoais [dos cidadãos]”, explica. 

Outra etapa para a adequação da LGPD por entidades públicas diz respeito a elaboração de políticas públicas de proteção de dados. A lei estabelece que o cidadão passa a ter direito de saber como as suas informações são usadas. 

A LGPD foi aprovada em 2018, no governo do então presidente Michel Temer, e estava prevista para entrar em vigor em 14 de agosto deste ano. No entanto, o governo federal editou uma medida provisória para prorrogar o início das regras para maio de 2021, o que foi rechaçado pelo Congresso Nacional.

Após diversas mudanças no Poder Legislativo, o Senado decidiu que a lei deveria entrar em vigor a partir da sanção presidencial, que ocorreu em 17 de setembro.

No entanto, a legislação ainda carece da implementação da Autoridade Nacional de Proteção de Dados (ANPD), órgão independente que vai regular as diretrizes da LGPD. A entidade ainda não saiu do papel, mas um decreto presidencial publicado no final de agosto aprovou a estrutura regimental da agência. Em 15 de outubro, a Presidência da República indicou os membros da diretoria do órgão, que ainda precisarão passar por sabatina e aprovação do Senado.

Penalidades

Apesar de já estar em vigor, multas e penalidades relacionadas ao descumprimento da lei só começarão a ser aplicadas em 1º de agosto de 2021. Ou seja, atualmente, empresários e gestores públicos passam por um período de adequação às novas normas.

Exceções

Outro ponto da LGPD refere-se ao consentimento do cidadão para que suas informações sejam utilizadas. No entanto, a administração pública conta com algumas exceções para a utilização de dados pessoais, como por exemplo na elaboração de políticas públicas. 

Apesar disso, Larissa Costa, gerente adjunta da assessoria jurídica do Sebrae Nacional, recomenda que os administradores da esfera pública utilizem as prerrogativas da LGPD, principalmente em relação à transparência de dados.  “Mesmo que a administração pública tenha essa condição é recomendável que ela informe aos cidadãos a finalidade de utilização dos seus dados.”

GPDR

A LGPD foi inspirada na GDPR (General Data Protection Regulation), conjunto de normas da União Europeia sobre proteção de dados, considerada referência mundial sobre o tema. O principal objetivo da implementação das novas normas no Brasil é trazer transparência aos consumidores sobre como os dados de terceiros são compartilhados pelas empresas e Poder Público. (Brasil 61)

Continue lendo

Bico do Papagaio

PRAIA NORTE: Durante patrulhamento PM prende homem com espingarda calibre 32

Publicado

em

A Polícia Militar realizou na noite dessa terça-feira, 20, a prisão de um homem de 49 anos, por porte ilegal de arma de fogo durante patrulhamento na Rodovia -TO 404 em Praia Norte, no Bico do Papagaio. Em poder do autor a equipe de policiais militares do 9º Batalhão da PM apreendeu uma espingarda calibre 32 municiada e duas munições do mesmo calibre. 

O autor pilotava uma motocicleta com um passageiro na garupa quando os policiais militares perceberam um volume bastante estranho que estava sendo levado pelo indivíduo e então resolveram fazer a abordagem. Autor e os objetos apreendidos pela PM foram levados à Delegacia de Policia Civil para as providências necessárias.

Continue lendo
publicidade Bronze