Connect with us

Bico do Papagaio

Carlesse determina desinfecção em 11 cidades biquenses para conter propagação do coronavírus

Publicado

em

Devido aos números expressivos de casos confirmados de Covid-19 no Tocantins, o governador do Tocantins, Mauro Carlesse, determinou ao Comando do Corpo de Bombeiros e da Defesa Civil Estadual que realize uma operação de desinfecção em 20 municípios do estado, sendo 11 do Bico do Papagaio, como medida de combate à propagação do novo Coronavírus. De acordo com o último Boletim Epidemiológico, divulgado nesta sexta-feira, 15, o Tocantins soma 1.179 casos confirmados, sendo que 24 evoluíram a óbito.

A Operação Fora Covid-19 inicia na segunda-feira, 18, contemplando as cidades biquenses de São Miguel, Sítio Novo, Axixá, Araguatins, Praia Norte, Maurilândia, Wanderlândia, Augustinópolis, Darcinópolis, Xambioá e Tocantinópolis. Nas outras regiões do estado são, Palmas, Araguaína, Gurupi, Cariri do Tocantins, Nova Olinda, Couto Magalhães, Paraíso do Tocantins, Colinas do Tocantins e Guaraí.

De acordo com o comandante-geral do Corpo de Bombeiros Militar, coronel Reginaldo Leandro da Silva, a operação ocorrerá por tempo indeterminado, enquanto houver necessidade de proporcionar ambientes mais limpos e seguros aos moradores desses municípios.

A aplicação do produto à base de água e hipoclorito será sempre das 18h às 00h, e será realizada nos locais de maior aglomeração de pessoas como bancos, lotéricas, pontos de ônibus, entre outros. Caminhões autobomba e caminhonetes do Corpo de Bombeiros serão utilizados na Operação.

“Essa é uma ação de descontaminação que será realizada em locais que possivelmente estão contaminados. Sempre que uma pessoa com o vírus frequenta locais como esses, ela acaba propagando a doença, fazendo com que outras pessoas se contaminem. Então é uma iniciativa muito assertiva do governador Mauro Carlesse. Se uma vida for preservada em decorrência dessa descontaminação, já valeu toda a operação”, afirma Reginaldo Leandro.

Isolamento Domiciliar durante a Operação

O comandante-geral, coronel Reginaldo Leandro da Silva, pede aos moradores que permaneçam em casa no momento da Operação. “É importante que o morador fique em casa, que não se aproxime, porque é um produto sensível à pele que pode causar irritações. Nossos homens estarão todos com equipamentos de proteção individual para evitar danos à pele, então é importante também que o morador se sensibilize e contribua ficando em casa no momento da desinfecção”.

“Esse trabalho, no entanto, não significa que o morador deve descuidar dos cuidados de higiene pessoal, muito pelo contrário. Todos devem usar máscaras, lavar as mãos, usar álcool em gel, manter o distanciamento das demais pessoas, para evitar a propagação do vírus”, complementa coronel Reginaldo Leandro.

O comandante-geral ressaltou que prefeitos de outras cidades que desejarem essa ação podem solicitar à Defesa Civil Estadual. “Vamos atender essas 20 cidades, mas outros municípios que estiverem com casos crescentes e que quiserem que a operação seja realizada, nós podemos fazer também”, finaliza.

publicidade
FAÇA UM COMENTÁRIO
Atenção: Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: [email protected] que iremos analisar.
Faça um comentário

Bico do Papagaio

TOCANTINÓPOLIS: Veja os números da Covid-19 desta quarta, 30

Publicado

em

Continue lendo

Bico do Papagaio

ARAGUATINS: Idoso de 109 anos é a 27ª morte por Covid-19

Publicado

em

Foi oficializada nesta quarta, dia 30, pelo Boletim Epidemiológico da Secretaria de Estado da Saúde, a 27ª morte por Covid-19, no município de Araguatins, no Bico do Papagaio. Se mantendo na quinta posição estadual no número de vítimas da doença.

A morte confirmada nesta quarta, ocorreu no último dia 6 de setembro, mas a confirmação do exame saiu somente agora. A vítima morreu no Hospital Regional de Augustinópolis.

Continue lendo

Bico do Papagaio

ARAGUATINS: Saúde mental durante pandemia de Covid-19 é tema de pesquisa conjunta do IFTO e IFPA

Publicado

em

Segundo a UNESCO, cerca de 1,5 bilhões de estudantes- o que representa 91% dos estudantes de todo o mundo- tiveram as aulas suspensas em decorrência à pandemia de COVID-19 desde março de 2020. Passados 6 meses, 48% desses estudantes continuam com aulas presenciais suspensas. No Brasil, alguns estados e cidades possuem protocolos de retorno às aulas presenciais, mas a grande maioria segue com o ensino remoto.

Sendo o país que está há mais tempo com aulas presenciais suspensas e medidas de distanciamento social vigentes, como está a saúde mental da comunidade escolar neste período? Com essa questão em mente, o professor Ms. Marco Aurélio Oliveira da unidade Araguatins, do Instituto Federal do Tocantins (IFTO), em parceria com o professor Dr. André Walsh-Monteiro do Laboratório de Neuroquímica e Comportamento (IFPA Campus Tucuruí), está realizando um estudo intitulado “A Escola na Pandemia”. A pesquisa avalia o sono, a ansiedade, o consumo alimentar e de substâncias lícitas entre alunos, técnicos administrativos e professores.

“Muito se tem ouvido falar sobre distúrbios do sono, de crises de ansiedade e do aumento do consumo alimentar e de substâncias durante a pandemia, porém, de maneira empírica e sem dados consistentes sobre os impactos na comunidade escolar que está há meses com o ensino remoto e parte dela voltando às aulas presenciais”, pontuou o professor Marco Aurélio ao ressaltar a relevância do estudo.

Para participar da pesquisa é necessário, somente, acessar o link: https://pt.surveymonkey.com/r/3K8KS6Y e responder a um questionário. Os voluntários precisam ser alunos, técnicos administrativos ou professores, do ensino médio ou superior, tanto de escola pública ou privada. Os pesquisadores também mantêm um perfil no instagram chamado @AescolaNaPandemia em que contam um pouco mais sobre o estudo.

Continue lendo
publicidade Bronze